Botafogo só quer comemorar vice

No dia seguinte ao término do Campeonato Paulista, os jogadores do Botafogo, o presidente do clube e o técnico Lori Sandri apenas descansaram. Ninguém queria falar sobre negociação ou o Campeonato Brasileiro, que começa em agosto. "Essa semana é só de festa", comentou o goleiro Doni, de 21 anos, um dos cogitados a sair de Ribeirão Preto. Sandri admitiu que recebeu propostas de outros clubes, mas ainda pretende conversar com o presidente Ricardo Christiano Ribeiro, a partir de quarta-feira, para definir sua situação. "Todos sabem do que o Botafogo precisa e vamos sentar para conversar sobre isso", disse Sandri, que permaneceu em São Paulo para a festa organizada pela Federação Paulista de Futebol (FPF), marcada para hoje à noite. Pelas palavras moderadas do técnico, se ele tiver a estrutura que sempre reivindicou (campo para treinamento, por exemplo), deverá permanecer no Botafogo. Porém, Sandri não quer o time desmontado de uma vez, pois teria um trabalho árduo para formar outro grupo, além de ter, devido ao vice-campeonato paulista, a pressão dobrada da torcida. "Esse foi o vice mais reconhecido que já vi", comentou Sandri, satisfeito. Amanhã e quarta, o clube será homenageado em Ribeirão Preto. A folga geral, de 15 dias, ainda não tem data para começar. Ribeiro também ficou em São Paulo e não confirmou negociações. "Até agora, é muito comentário, especulações, mas nada de concreto", disse ele. Sobre Sandri, acredita que o manterá no clube. "Não acho difícil segurá-lo", afirmou o dirigente, que, no entanto, não quis falar sobre o Campeonato Brasileiro. "Só vou pensar nisso na quinta-feira (31) ou na próxima semana, pois essa é de comemoração, de festa." Doni, que viajou à tarde para a festa da Federação, passando antes por Jundiaí, sua cidade natal, descansou e comprou um sapato num shopping de Ribeirão Preto. Ele evitou falar em transferência. "Não deu tempo para pensar nisso." Quem mais procurou distanciar-se da agitação foi o atacante Luciano Ratinho. No início da tarde ele estava pescando numa lagoa, em Sertãozinho. "Ele está descansando a ´moringa´", explicou, bem-humorado, Vicente de Paula, o pai do jogador. O telefone celular de Ratinho ficou com o pai, do outro lado da lagoa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.