Marcelo Sadio/vasco.com.br - 29/01/2015
Marcelo Sadio/vasco.com.br - 29/01/2015

Botafogo-SP cobra R$ 200 mil e aciona na Justiça o técnico Doriva

Com o status de campeão paulista, treinador se apresentou ao time de Ribeirão Preto; um dia depois, foi para o Vasco

Estadão Conteúdo

29 de janeiro de 2015 | 18h50

O Botafogo, de Ribeirão Preto (SP), não vai abrir mão de receber os R$ 200 mil referentes à quebra de contrato do técnico Doriva. Ele havia assinado com a equipe para a disputa do Campeonato Paulista, mas voltou atrás após receber uma proposta do Vasco. A situação não agradou a diretoria do clube, que acionou a Justiça, através da 8.ª Vara Cível de Ribeirão Preto, para cobrar o montante.

Doriva chegou ao Botafogo com o status de campeão paulista, conquistado com o Ituano na temporada passada. O treinador foi apresentado e deu coletiva de imprensa no novo clube, mas no dia seguinte foi apresentado no Vasco. O comandante se reuniu com a diretoria do clube paulista para definir a sua saída, mas foi informado de que precisaria arcar com a multa do contrato.

Como não pagou o montante até o último dia 16 de janeiro, o Botafogo não teve escolha se não entrar na Justiça contra a empresa, a Avirod Serviços Esportivos Eireli Epp, que representa o treinador.

Enquanto a situação não é resolvida, Doriva segue no comando do Vasco. O clube carioca, que acaba de voltar à elite do futebol brasileiro, está passando por uma reestruturação e conta com o treinador para fazer com que a equipe volte a brigar por títulos.
Tudo o que sabemos sobre:
futebolBotafogo-SPVascoDoriva

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.