José Bazzo/Agência Botafogo
José Bazzo/Agência Botafogo

Botafogo-SP é rebaixado para a Série C do Campeonato Brasileiro

Resultados dos jogos de Vitória e Náutico selaram queda do time de Ribeirão Preto à Terceira Divisão

Redação, Estadão Conteúdo

20 de janeiro de 2021 | 21h38

Os triunfos de Vitória e Náutico nesta quarta-feira, pelo Campeonato Brasileiro da Série B, decretaram o rebaixamento do Botafogo-SP para a Terceira Divisão. Na penúltima colocação, o time de Ribeirão Preto se junta ao Oeste, também já rebaixado à Série C.

Com uma atuação primorosa, o Náutico aproveitou o abatimento do Oeste por já estar rebaixado e, em partida válida pela 36.ª rodada, o time pernambucano goleou por 4 a 1, no estádio dos Aflitos. A vitória coloca o Náutico na 15.ª colocação, com 42 pontos, três a mais do que o Figueirense, que entrou na zona de rebaixamento. Enquanto isso, o Oeste segue na lanterna, com 26.

Esse resultado e o triunfo do Vitória sobre o Guarani, por 2 a 1, em Campinas, selaram o rebaixamento do Botafogo-SP. Na penúltima colocação, o time de Ribeirão Preto perdeu para o CSA na terça-feira, tem 34 e só poderia chegar aos 40 pontos se vencer os dois últimos dois jogos.

Nesta quarta-feira, o Náutico começou a partida ligado e abriu o placar logo aos quatro minutos com Hereda, em um chute cruzado. Depois de Erick acertar a trave e Vinícius parar em Caíque França, o time pernambucano ampliou aos 20 em chute de Jean Carlos, de fora da área.

Mesmo na frente do placar, o Náutico não diminuiu o ritmo e fez o terceiro aos 28 minutos. Hereda cruzou e Kieza se antecipou à marcação para desviar. Os donos da casa ainda perderam outras oportunidades antes do intervalo.

Apesar de o Oeste ter voltado melhor para o segundo tempo e assustado com Bruno Lopes, o Náutico fez o quarto aos oito minutos. Vinícius cruzou, Kieza deixou passar e Erick pegou de primeira. E o time paulista aproveitou uma desatenção da zaga adversária para diminuir com Pedrinho aos 17.

A reação do Oeste, porém, parou por aí. Já o Náutico teve pelo menos quatro boas oportunidades de marcar antes do apito final, com Bryan, Dadá Belmonte, Hereda e Kieza. O vexame paulista poderia ter sido maior.

O Náutico volta a campo no próximo domingo, contra o Cruzeiro, às 16 horas, no Independência, em Belo Horizonte. Na terça-feira, o Oeste recebe o Paraná, às 19h15, na Arena Barueri. Os jogos serão válidos pela penúltima rodada.

FICHA TÉCNICA

NÁUTICO 4 X 1 OESTE

NÁUTICO - Anderson; Hereda, Rafael Ribeiro, Camutanga (Ronaldo Alves) e Bryan; Rhaldney, Jhonnatan (Matheus Trindade) e Jean Carlos (Ruy); Vinícius (Dadá Belmonte), Kieza e Erick (Jorge Henrique). Técnico: Hélio dos Anjos.

OESTE - Caíque França; Raí Ramos, Maurício Barbosa, Caetano e Rael (De Paula); Betinho, Caio Vinícius (Matheus Índio), Diogo (Kalil) e Léo Ceará (Bruno Miguel); Bruno Lopes (Ramon) e Pedrinho. Técnico: Roberto Cavalo.

GOLS - Hereda, aos quatro, Jean Carlos, aos 20, e Kieza, aos 28 minutos do primeiro tempo; Erick, aos oito, e Pedrinho, aos 17 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Alexandre Vargas Tavares de Jesus (RJ).

CARTÕES AMARELOS - Caio Vinícius, De Paula e Diogo (Oeste).

RENDA E PÚBLICO - Jogo sem torcida.

LOCAL - Estádio dos Aflitos, no Recife (PE).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.