Botafogo-SP perde dois mandos de campo e fica sem decisão no Santa Cruz

Se o Botafogo-SP superar o Remo e chegar à final da Série D do Campeonato Brasileiro, não vai poder mandar seu jogo no estádio Santa Cruz, em Ribeirão Preto. Em julgamento realizado no Supremo Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) nesta sexta-feira, o clube do interior foi punido com a perda de dois mandos de campo.

Estadão Conteúdo

30 de outubro de 2015 | 21h05

O clube também terá que pagar uma multa de mil reais por duas bombas atiradas em campo contra o São Caetano, nas quartas de final, no Santa Cruz. Aquele jogo terminou 2 a 1 para o time da casa, diante de quase 25 mil torcedores. Depois o Botafogo-SP confirmou sua vaga na semifinal e o acesso no empate sem gols na volta, em São Caetano do Sul.

Durante a semana, o clube chegou a divulgar uma nota em seu site oficial pedindo para que o autor dos disparos se apresentasse para responder pelos atos, já que temia perder os mandos de campo. O advogado do time paulista chegou a apresentar um Boletim de Ocorrência com o possível autor dos disparos em campo e o STJD atenuou a pena. O Botafogo também reiterou que é contra esse tipo de conduta e vem realizando uma campanha de conscientização junto aos seus torcedores.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSérie DBotafogo-SPSTJD

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.