Botafogo tem obrigação de bater o lanterna para sonhar

O Botafogo não pode tomar conhecimento do Prudente e tem que vencê-lo de qualquer maneira para seguir na luta por uma vaga na Copa Libertadores do ano que vem. É unânime em General Severiano que a rebaixada equipe paulista não vai entregar de bandeja a partida deste domingo, às 17 horas, no Engenhão, e tentará atravancar o caminho alvinegro.

AE, Agência Estado

28 de novembro de 2010 | 08h47

O técnico Joel Santana e os jogadores esperam contar com o apoio da torcida, mas estão cientes de que os episódios de violência na cidade fatalmente afastarão muitos alvinegros do estádio. "Pelo Twitter, uma torcedora pediu que eu não ficasse chateado se houvesse menos público no domingo. Mas seja com torcida ou sem torcida, nós precisamos vencer a partida", disse Caio, que deve ganhar uma chance no time titular ao lado de Loco Abreu e Edno, formando um trio ofensivo.

Joel tem certeza que encontrará um oponente postado na defesa, esperando brechas para acertar um contragolpe fatal. Por isso, preparou o time com três atacantes durante a semana, sabedor de que a iniciativa recai exclusivamente sobre os ombros de seus jogadores. "Será como no jogo contra os reservas do Internacional. A responsabilidade é toda nossa. Temos que ir para cima e buscar a vitória de qualquer jeito", apontou Caio.

Como aconteceu em outros momentos decisivos, Joel deverá ter desfalques importantes. O atacante Herrera voltou a reclamar de dores no ombro e foi vetado. Leandro Guerreiro, com dores no calcanhar esquerdo, e Somália, ainda são dúvida.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCampeonato BrasileiroBotafogo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.