Montagem: Vitor Silva/SSPress/Botafogo e Nelson Perez/Fluminense FC
Montagem: Vitor Silva/SSPress/Botafogo e Nelson Perez/Fluminense FC

Botafogo tenta se aproveitar do abatimento do Fluminense para se manter no G7

Alvinegro está em sexto lugar com 48 pontos, mesmos do quinto colocado Cruzeiro; Tricolor carioca está a quatro do Z-4

Estadão Conteúdo

04 Novembro 2017 | 08h26

O Botafogo está preocupado em permanecer no grupo que vai à Copa Libertadores de 2018. O Fluminense está a quatro pontos de distância da zona de rebaixamento e precisa da vitória para se distanciar das últimas colocações. As duas equipes se encontram neste sábado, às 19 horas, no clássico carioca que acontecerá no estádio do Engenhão, no Rio de Janeiro, pela 32.ª rodada do Campeonato Brasileiro.

+ Confira a tabela do Brasileirão

A sete partidas do término da competição, o time alvinegro está em sexto lugar, com 48 pontos. A pontuação é a mesma do Cruzeiro, que está em quinto, e tem neste momento um lugar garantido na fase de grupos do torneio continental. Também está quatro à frente do Vasco, que está em oitavo, e é a primeira equipe fora de uma vaga para a fase preliminar da Libertadores.

O Fluminense vem de eliminação na Copa Sul-Americana diante do Flamengo em jogo que chegou a ficar em vantagem de 3 a 1, mas permitiu o empate por 3 a 3 - o time rubro-negro jogava por uma igualdade por ter vencido o jogo de ida por 1 a 0.

Para piorar, a equipe tricolor está há dois jogos sem vencer no Brasileirão e voltou a ficar mais próxima da zona de rebaixamento. O Fluminense ocupa o 14.º lugar com 39 pontos, quatro a mais do que a Ponte Preta, que está em 17.º lugar, abrindo o grupo da degola.

QUEM JOGA?

No Botafogo, o técnico Jair Ventura fez mistério e não confirmou a escalação da equipe. Em relação ao empate sem gols contra o Atlético Mineiro na última rodada, o time terá o retorno do volante Rodrigo Lindoso e do meia Marcos Vinícius, que cumpriram suspensão. A única baixa é o volante João Paulo, que recebeu o terceiro cartão amarelo.

O técnico Abel Braga comandou um treino tático nesta sexta-feira e não confirmou a formação titular. Na entrevista coletiva, quem falou foi o gerente executivo de futebol do Fluminense, Alexandre Torres. Ele saiu em defesa do atual elenco e do atual treinador.

"Abel tem contrato até o fim do próximo ano. A diretoria confia no Abel. Acho que tem se mostrado, nos últimos anos, que um técnico que enfrenta um período de dificuldade mas se mantém, conhece o grupo, melhora a comunicação. Nunca foi cogitada a saída do Abel. Acredito que a gente vá manter (o treinador). Até porque acredito em trabalhos longos, com as pessoas conhecendo mais o ambiente do clube", disse.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.