Satiro Sodré/Divulgação
Satiro Sodré/Divulgação

Botafogo tenta superar cansaço de Seedorf em clássico pela Copa do Brasil

RIO - Um dia após inesperada derrota para o Bahia em pleno Maracanã - a segunda seguida no Campeonato Brasileiro -, o Botafogo tenta agora arrumar a casa para o jogo de quarta, contra o Flamengo, pela Copa do Brasil. O técnico Oswaldo de Oliveira reconhece uma queda no ritmo do time nas duas últimas partidas, mas acredita que isso seja passageiro. No entanto, ele já detectou um problema que certamente afetou o rendimento da equipe nas derrotas para Cruzeiro e Bahia: a fase irregular do craque Seedorf.

AE, Agência Estado

23 de setembro de 2013 | 19h33

O jogador foi substituído no intervalo da partida de domingo, contra o Bahia, por opção técnica e tática. Seedorf já não vem fazendo a diferença como no início de sua chegada ao clube. A questão é fácil de ser interpretada. Por sua idade avançada, ele teria de atuar menos, mas, pela falta de um elenco forte, a saída de Vitinho há um mês e por causa da contusão de outros atletas, Seedorf tem jogado muito mais do que deveria. O resultado disso é um visível desgaste físico do holandês.

Mesmo com o aumento da diferença de pontos para o líder Cruzeiro - agora são oito pontos que separam o time mineiro do Botafogo, o segundo colocado do Brasileiro -, Oswaldo mantém a esperança no título do Brasileiro e quer também que o time dê o máximo possível para vencer a Copa do Brasil. Ele disse que pode definir uma prioridade entre as duas competições, mas, para isso, vai ter de aguardar os próximos jogos. Para vencer o primeiro confronto contra o Flamengo, quarta, no Maracanã, pelas quartas-de-final da Copa do Brasil, o técnico prometeu escalar força máxima.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBotafogoCopa do Brasil

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.