Botafogo tropeça e perde do River-PI na Copa do Brasil

Time alvinegro leva 2 a 1 e precisará vencer jogo de volta por dois gols de diferença para avançar

Agência Estado,

02 de abril de 2008 | 21h42

A idéia era construir uma vantagem de dois gols de diferença para evitar o jogo de volta. Mas o Botafogo jogou mal e voltou do Maranhão com uma derrota por 2 a 1 para o River-PI, nesta quarta-feira, pela Copa do Brasil. Veja também: Calendário e resultados Na próxima semana, o Alvinegro precisará de uma vitória por 1 a 0 ou por dois gols de diferença para passar à terceira fase da competição. O Botafogo começou pressionando, mas o River travava os avanços cariocas com muitas faltas. O gramado duro também prejudicava o toque de bola alvinegro. Jogando em Bacabal, no Maranhão, por conta da interdição de seu estádio no Piauí, o River se fechava na defesa tentando os contra-ataques e os arremates de longa distância. Os piauienses surpreenderam, graças à força das pernas de Alex Mineiro e à fragilidade das mãos de Castillo. Aos 16 minutos, o zagueiro cobrou falta de muito longe e o goleiro botafoguense falhou. Foram necessários 10 minutos para o Botafogo botar ordem nas coisas. O iluminado Wellington Paulista aproveitou bola espirrada e disparou um sem pulo lindo, de longa distância, para empatar. Mas os botafoguenses voltaram sonolentos para o segundo tempo. Diante da passividade de Túlio e Diguinho, Kemerson tabelou com Joãozinho e chutou colocado da entrada da área, marcando outro belo gol, logo aos seis minutos. E poderia ter sido pior. Aos dez minutos, Zezé apareceu sozinho na pequena área para completar cobrança de escanteio, mas chutou para fora. O River se defendia bem e o Botafogo não conseguia chegar tocando ao gol adversário, resumindo-se às bolas alç River-PI2Fábio; Índio, Alex Mineiro, Zezé     e Jorginho; Luciano (Cláudio), Diego, Kemerson     (Lúcio) e Joãozinho    ; Pantera (Zezinho) e CuririTécnico: Luiz Carlos WinckBotafogo1Castillo; Alessandro (Índio), Renato Silva, André Luis     (Édson) e Triguinho; Diguinho, Túlio, Lúcio Flávio (Marcelinho) e Jorge Henrique; Fábio e Wellington PaulistaTécnico: CucaGols: Alex Mineiro, aos 16 minutos; Wellington Paulista, aos 26 minutos do primeiro tempo; Kemerson, aos 6 minutos do segundo tempoÁrbitro: Cláudio Luciano JúniorEstádio: Correão, Bacabal (MA)adas na área. Numa delas, Édson cabeceou rente ao gol e Wellington Paulista chegou atrasado, desperdiçando a chance do empate. Com Lúcio Flávio inteiramente apagado, Cuca lançou Marcelinho. E o ex-vascaíno logo mostrou serviço em dois perigosos chutes de fora da área. Mas o Alvinegro seguia sem inspiração, prejudicado pelo gramado, e ainda esbarrava na boa atuação do goleiro Fábio. Aos 46 minutos, Wellington Paulista perdeu um gol inacreditável. Sozinho na pequena área, furou de cabeça e agora o Botafogo precisará vencer no Engenhão para avançar na Copa do Brasil.

Tudo o que sabemos sobre:
Copa do BrasilBotafogo-RJRiver-PI

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.