Botafogo vai rescindir com Marcelo Mattos para aliviar folha salarial

O volante Marcelo Mattos vai mesmo deixar o Botafogo. Apesar de a rescisão de contrato ainda não ter sido assinada, foi o próprio técnico do time, René Simões, quem confirmou a saída. A razão é exclusivamente financeira - o jogador tem os vencimentos bem acima do teto estabelecido pelo clube.

Estadão Conteúdo

18 de junho de 2015 | 18h08

"O Marcelo Mattos vai sair do Botafogo. Já há alguns clubes interessados, que já entraram em contato", afirmou René em entrevista coletiva concedida nessa quinta-feira. A proposta de rescisão partiu do próprio clube e foi apresentada no início desta semana.

Mas, segundo o técnico, a saída de Marcelo Mattos já era planejada há um bom tempo. "Não foi de uma hora para outra, vem desde a montagem da equipe. Estabelecemos o teto salarial do grupo e a exceção seria o Jefferson (goleiro que renovou contrato no início do ano)", explicou René.

"Os outros (jogadores) dependeriam da busca do marketing por um patrocinador master para que o clube pudesse bancar o salário. Eu sabia que isso poderia acontecer. A diferença ficou assustadora e a situação financeira foi apertando. O presidente me disse que não daria mais porque não queria pagar metade de salários. Eu prefiro ter o salário em dia do grupo todo", ponderou o treinador.

René Simões ainda fez questão de destacar que a saída do volante se deve exclusivamente pela questão financeira. "Não aconteceu nada nos bastidores com o Mattos. Foi apenas uma questão salarial. É um cara querido por todos e um dos primeiros a chegar aos treinos. O nosso time vai ter que se adaptar a isso, como já fez na ausência dele."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.