Botafogo vence Boavista com gol nos acréscimos

Em formação, time de Ney Franco começa o ano com triunfo por 2 a 1 no Campeonato Carioca

AE, Agencia Estado

24 de janeiro de 2009 | 18h34

O técnico Ney Franco ainda terá muito trabalho pela frente para afinar o Botafogo de 2009. Com muitos jogadores novos em campo, o time arrancou uma vitória suada por 2 a 1 sobre o Boavista, neste sábado, na estreia da equipe na Taça Guanabara (primeiro turno do Campeonato Carioca). O nome do jogo foi Maicosuel, autor dos dois gols do Botafogo.     Veja também:  Estadual do Rio 2009 - Tabela e classificaçãoConfira as novidades do mercado do futebol Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão Foi um jogo de baixo nível técnico, onde o Botafogo demonstrou falta de entrosamento, apesar de muita vontade, e acabou beneficiado pela arbitragem, que, entre outras coisas, anulou um gol legítimo do Boavista. O campo encharcado também não contribuiu para a qualidade do jogo. As duas equipes erravam muito e trocavam a posse de bola na intermediária. O Botafogo tinha muitas dificuldades em ameaçar o gol de Vinícius e o Boavista procurava explorar apenas os contra-ataques.Assim, foi natural que o primeiro gol saísse em uma cobrança de bola parada. Aos 15 minutos, o juiz marcou falta inexistente sobre Alessandro. Maicosuel cobrou com muita categoria e abriu o placar. A partida ficou mais aberta e subiu um pouco de nível. Os anfitriões avançavam e deixavam espaços para os ataques do Botafogo. Aos 25 minutos, Diego, substituto de Reinaldo, perdeu grande chance cara a cara com Vinícius, que fez boa defesa.O juiz Marcelo Souza Pinto mais uma vez cometeria um erro grave. Aos 35, o zagueiro Santiago subiu mais que Leandro Guerreiro e cabeceou para as redes botafoguenses. Marcelo anotou falta contra o Boavista, anulando o lance erradamente. Um pouco de justiça, porém, seria feita nos acréscimos do primeiro tempo. O bom atacante Tony aproveitou rebote da zaga e emendou um lindo chute de primeira. A bola ainda tocou no poste esquerdo de Renan antes de entrar.Logo no início do segundo tempo, mais um equívoco do árbitro: Alessandro cabeceou para baixo, a bola tocou por fora das redes e entrou. O bandeirinha alertou o juiz, que o ignorou solenemente e confirmou o gol a favor do Botafogo. Depois de muita confusão, Marcelo Pinto voltou atrás e marcou tiro de meta. Com os ânimos mais calmos, o Botafogo seguiu buscando o gol da vitória, arriscando principalmente em chutes de fora da área. O Boavista, por sua vez, procurava não se intimidar, e buscava a virada com bolas alçadas sobre a área botafoguense.Dos 30 minutos em diante, o ritmo caiu muito, com as duas equipes acusando o cansaço da falta de ritmo do início de temporada. Maicosuel era o homem mais perigoso do Botafogo, enquanto do lado rival quem assustava mais era Tony. E a estrela de Maicosuel brilhou no finzinho. Aos 49 minutos, o meia aproveitou cruzamento alto e cabeceou por cima de Vinícius, para anotar o gol da vitória botafoguense.Nos outros jogos disputados às 16 horas deste sábado, o Mesquita venceu o Bangu por 3 a 1 e assumiu a liderança do Grupo B, o mesmo do Botafogo, enquanto o Macaé venceu o Volta Redonda por 2 a 0. Pelo Grupo A, Madureira e Resende empataram por 1 a 1. Por essa chave, ainda neste sábado, serão disputados Vasco x Americano e Duque de Caxias x Tigres do Brasil.BOAVISTA 1 X 2 BOTAFOGOBoavista - Vinícius; Rogério Rios, Pessanha (Gustavo), Santiago e Hamílton; Bruno Moreno, Thiaguinho, Leandro Cruz (Cocito) e Têti; Tony e Roberto Santos (Felipe Adão). Técnico: Júlio Marinho.Botafogo - Renan; Emerson, Leandro Guerreiro e Juninho; Alessandro, Léo Silva (Laio), Lucas Silva (Túlio Souza), Eduardo (Thiaguinho) e Maicosuel; Victor Simões e Diego. Técnico: Ney Franco.Gols - Maicosuel, aos 15, e Tony, aos 45 minutos do primeiro tempo; Maicosuel, aos 49 minutos do segundo tempo.Árbitro - Marcelo Souza Pinto.Cartões amarelos - Téti e Gustavo (Boavista); Lucas Silva, Leandro Guerreiro, Alessandro, Victor Simões e Emerson (Botafogo).Local - Estádio Bacaxá, em Saquarema (RJ).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.