Botafogo vence clássico histórico em cima do Vasco pela Série B

Botafogo vence clássico histórico em cima do Vasco pela Série B

Donos da casa foram mais eficientes, diante de um rival vascaíno que apresentou muitas falhas

Redação, Estadao Conteudo

31 de julho de 2021 | 23h22

No clássico carioca histórico pelo Campeonato Brasileiro da Série B, o Botafogo venceu o Vasco por 2 a 0, neste sábado à noite, no estádio Engenhão, pela 15.ª rodada. Esta foi a terceira vitória consecutiva do time botafoguense. Uma vitória justa porque os donos da casa foram mais eficientes, diante de um rival vascaíno que apresentou muitas falhas, tanto na marcação como na criação ofensiva.

Os dois times têm os mesmos 22 pontos, mas o Botafogo aparece uma posição na frente, em nono lugar, pelo melhor saldo de gols: 3 a 2.

Na próxima rodada, o Botafogo joga de novo no Engenhão, desta vez diante da Ponte Preta, no domingo às 20h30. No sábado, o Vasco sai diante do Vitória. No meio de semana ainda estará em campo pelo jogo de volta das oitavas da Copa do Brasil diante do São Paulo, precisando descontar a derrota por 2 a 0 sofrida no Morumbi.

Nada melhor do que sair na frente em um clássico ainda no primeiro minuto. O Botafogo teve este privilégio, após uma investida pelo lado esquerdo do ataque. Após tabelar com Diego Gonçalves, o lateral Guilherme Santos cruza em direção à pequena área. Chay deixa a bola escapar, mas Rafael Navarro a ajeita e quando iria virar, o próprio Chay, de frente, deu um leve toque para evitar a defesa de Vanderlei.

O gol desestabilizou o Vasco, que passou a cometer erros em passes e na marcação. O Botafogo poderia ter aproveitado melhore estes momentos, mas também se precipitou nos passes e não chegou na frente em boas condições de finalizar. Poderia até ser castigado na única chance real vascaína, aos 29 minutos. O artilheiro desviou um passe de Morato, mas para fora.

No início do segundo tempo, o Botafogo quase ampliou. Diego Gonçalves recebeu na intermediária sem marcação, ajeitou e chute com consciência. A bola fez uma curva e explodiu no travessão aos seis minutos. O Vasco continuava falhando na marcação e com alguns jogadores rendendo abaixo do esperado, como Marquinhos Gabriel, Léo Jabá e Morato.

O Botafogo seguia perdendo chances, como aos 16 minutos quando Guilherme Santos invadiu a área pelo lado esquerdo e cruzou. Na pequena área, Marco Antônio se atrapalhou e mando a bola por cima do travessão. Em seguida, aos 19, quase que o Vasco empatou. Morato invadiu a área quase na linha de fundo e chutou sem ângulo, mas o goleiro Diego Loureiro, ao lado da trave, espalmou com as duas mãos para escanteio.

Sem aproveitar a falha no sistema de marcação vascaíno, o Botafogo quase sofreu o empate aos 36 minutos num contra-ataque. Cano, sempre marcado, fez o passe para Sarrafiore que dentro antes da área soltou a bomba. O goleiro Diego Loureiro saltou para mandar para escanteio.

O técnico Lisca arriscou tudo na parte final, tanto que, entre suas trocas, colocou o atacante Daniel Amorim no lugar do lateral Léo Matos. Aos 42 minutos, o Vasco teve a seu favor uma falta na frente da área, mas na cobrança, Gabriel Pec chutou em cima da barreira.

No rebote saiu o contra-ataque. De Warley para o lado direito para Luis Oyama e dele um toque pelo alto para Diego Gonçalves. O atacante, dentro da área, dominou com um toquinho no bico da chuteira e bateu colocado na saída de Vanderlei. Tudo definido aos 43 minutos.

FICHA TÉCNICA:

BOTAFOGO 2 x 0 VASCO

BOTAFOGO - Diego Loureiro; Daniel Borges, Kanu, Gilvan e Guilherme Santos; Pedro Castro (Luis Oyama), Barreto, Chay (Matheus Frizzo), Marco Antônio (Warley) e Diego Gonçalves; Rafael Navarro (Rafael Moura). Técnico: Enderson Moreira.

VASCO - Vanderlei; Léo Matos (Daniel Amorim) , Ernando, Leandro Castan e MT; Bruno Gomes, Andrey (Juninho) e Marquinhos Gabriel (Sarrafiore); Morato (Gabriel Pec), Cano e Léo Jabá (Figueiredo). Técnico: Lisca.

GOLS - Chay, a um minuto do primeiro tempo. Diego Gonçalves, aos 43 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Héber Roberto Lopes (SC).

CARTÕES AMARELOS - Rafael Navarro e Diego Gonçalves; (Botafogo). Léo Matos (Vasco).

RENDA E PÚBLICO - Portões fechados.

LOCAL - Estádio Engenhão, no Rio de Janeiro (RJ).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.