Marcos de Paula/AE
Marcos de Paula/AE

Botafogo vence e abre vantagem na Copa Sul-Americana

No Engenhão, equipe carioca faz 2 a 0 e agora pode perder por até um gol para avançar às quartas

AE, Agencia Estado

24 de setembro de 2009 | 00h07

Mal no Campeonato Brasileiro, o Botafogo deu nesta quarta-feira à noite um passo importante para disputar as quartas de final da Copa Sul-Americana. A equipe carioca derrotou o Emelec, do Equador, por 2 a 0, no Engenhão, e pode até perder por 1 a 0 no jogo da volta, dia 30, em Guayaquil, para avançar à próxima fase.  

 

Veja também:

tabela Copa Sul-Americana: Calendário e resultados

especialTodas as notícias sobre a competição

especialDê seu palpite no Bolão Vip do Limão

O Botafogo encara a Sul-Americana como a única chance de conquistar um título na temporada. Além disso, na opinião dos jogadores, ir bem no torneio continental impulsionaria o time no Brasileiro, onde não vence há dez rodadas e está na zona de rebaixamento.

O Botafogo ganhou nesta quarta, mas não jogou um futebol vistoso. Longe disso, fez um primeiro tempo ruim. Mas nem precisa atuar bem para derrotar o Emelec, que veio ao Rio para empatar ou perder de pouco. O time equatoriano armou uma retranca e abdicou do ataque.

Por causa da escassez de talento, a equipe carioca penou para superar o forte bloqueio defensivo do Emelec, mas foi para o intervalo com o placar favorável de 1 a 0. Gol do meia Renato, de cabeça, aos 45 minutos da etapa inicial - lance em que o goleiro Elizaga falhou ao sair atabalhoado para cortar o cruzamento do jovem lateral-esquerdo Gabriel.

O Botafogo não se acomodou com a vantagem e quis mais no segundo tempo. Notou que o adversário estava batido, sem força para reagir, e partiu para cima. Criou algumas oportunidades, acertou uma bola na trave e alcançou o objetivo. Fez 2 a 0, gol de cabeça do atacante André Lima, conseguindo um bom resultado em casa.

Apesar do triunfo, parte da torcida presente ao Engenhão chamou o técnico Estevam Soares de "burro" quando ele substituiu Jônatas por Fahel, na etapa final.

BOTAFOGO 2 X 0 EMELEC (EQU)

Botafogo - Jefferson; Emerson, Juninho e Wellington; Thiaguinho, Leandro Guerreiro, Jônatas (Fahel), Lúcio Flávio, Renato (Ricardinho) e Gabriel (Alessandro); André Lima. Técnico: Estevam Soares

Emelec - Elizaga; Achillier, Fleitas, Mina e Aguirre; Bran (Rivera), Quiróz, Pérez (Estacio) e Raponi; Peirone (Mendoza) e Rojas. Técnico: Gabriel Perrone

Gols - Renato, aos 45 minutos do primeiro tempo; André Lima, aos 18 minutos do segundo tempo

Cartões amarelos - André Lima (Botafogo); Aguirre, Raponi e Bran (Emelec)

Árbitro - Carlos Galeano (Fifa-Paraguai)

Renda - R$ 50.731,00

Público - 4.500 pagantes (5.285 no total)

Local - Estádio do Engenhão, no Rio de Janeiro (RJ)

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.