Botafogo vence o Santo André por 2 a 0 e cola no G-8 do Paulistão

Equipe do ABC paulista é a única que ainda não venceu na competição estadual

AE, Agência Estado

12 de fevereiro de 2011 | 21h37

RIBEIRÃO PRETO - Sem apresentar um bom futebol no Estádio Santa Cruz, o Santo André acabou sendo derrotado pelo Botafogo por 2 a 0 neste sábado à noite, pela oitava rodada do Campeonato Paulista, e manteve seu jejum de vitórias. O time andreense ainda não sabe o que é triunfar na temporada 2011.

Embalado com duas vitórias seguidas, o Botafogo chegou aos dez pontos e subiu provisoriamente para a nona colocação, entrando de vez na briga por uma vaga no G-8, grupo de classificação. Por outro lado, o Santo André segue na zona de rebaixamento, no 18.º lugar, com apenas seis pontos. São seis empates e duas derrotas.

Jogando em casa e aproveitando o momento ruim do adversário, o Botafogo começou em cima e abriu o placar logo aos três minutos. Augusto desviou de cabeça cobrança de falta de Andrezinho e tirou de Neneca para marcar.

Melhor em campo, o time da casa ampliou aos 33 minutos. Rodrigo Soares cruzou na área e Pablo Escobar ajeitou para Anselmo, que subiu livre e cabeceou para o gol.

Diferente do primeiro tempo, que começou bastante movimentado, a etapa final não teve muitas chances de gol. A melhor delas foi justamente do Botafogo, quando Assisinho cortou um zagueiro dentro da área e bateu para fora. Desesperado, o Santo André não conseguia furar o forte bloqueio adversário e praticamente não exigiu nenhuma defesa de Júlio César.

O Botafogo volta a campo no próximo domingo, quando enfrenta a Ponte Preta, às 18h30, no Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas, pela nona rodada do Paulistão. No sábado, o Santo André recebe o Paulista, às 19h30, no Estádio Bruno José Daniel.

BOTAFOGO-SP - 2 - Júlio César; Eduardo Ratinho (Dida), Augusto, Gabriel e Andrezinho; Rodrigo Soares, Leandro Carvalho, João Vitor (Chicão) e Pablo Escobar (João Henrique); Anselmo e Assisinho. Técnico - Fernando Diniz

SANTO ANDRÉ - 0 -Neneca; Anderson, Sandoval e Marcelo Godri; Iran (Mário Jara), Magno (Aloísio), Romário, Juan Felipe e Valmir; Célio Codó (Borebi) e Rychely. Técnico - Pintado

Gols - Augusto, aos três, e Anselmo, aos 33 minutos do primeiro tempo; Árbitro - Vinícius Furlan; Cartões amarelos - Pablo Escobar, Anderson e Anselmo; Renda - R$ 31.204,00; Público - 1.846 pagantes; Local - Estádio Santa Cruz, em Ribeirão Preto (SP)

Veja também:

PAULISTÃO - tabelaClassificação | listaResultados

especialCALENDÁRIO - O caminho de cada time

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.