Braga: Fla vai zerar dívida trabalhista

Em nota divulgada hoje, o presidente do Flamengo, Marcio Braga, esclarece que o Rubro-Negro vem cumprindo suas obrigações com os credores, que todos os impostos têm sido pagos pela atual administração e que até março o clube vai zerar sua dívida trabalhista em fase de execução. Na véspera da estréia do Flamengo na Taça Rio - joga amanhã com a Portuguesa, às 20h30, no Maracanã -, Braga não tinha mesmo como falar de futebol. O Rubro-Negro ficou em último lugar no Grupo B do primeiro turno do Campeonato Carioca, a Taça Guanabara. A campanha custou o emprego do técnico Julio Cesar Leal e sucessivos protestos dos torcedores do Flamengo. Cuca assumiu o posto e prometeu mudanças, principalmente na maneira de o time se apresentar: com disposição, garra, honrando a camisa do clube. Para ter tranqüilidade na seqüência do trabalho, Cuca sabe que o Flamengo precisa vencer a Portuguesa com atuação convincente. A Taça Rio é uma competição curta, com apenas cinco partidas, e um tropeço com time considerado pequeno é praticamente irrecuperável. O Flamengo enfrentará na segunda rodada o Volta Redonda, campeão da Taça Guanabara, fora de casa. O meia Zinho faltou dois dias aos treinos da equipe, mas será titular. Fabinho, novo reforço do clube, ficará na reserva. De acordo com Cuca, experiência é um atributo do qual não se deve abrir mão. Por isso, a opção por Zinho. No ataque, Dimba está mantido, apesar das atuações apagadas nas últimas rodadas. À Portuguesa, resta lutar por um empate, a fim de manter as esperanças de não cair para a Segunda Divisão. Na soma total dos pontos, ela ocupa a última colocação no campeonato. O clube trocou de técnico: saiu Ricardo Barreto e entrou Manoel Neto.

Agencia Estado,

23 de fevereiro de 2005 | 19h33

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.