Twitter/Bragantino
Twitter/Bragantino

Bragantino abre 2 a 0, mas Oeste reage e busca empate fora de casa

Líder da competição vacila no estádio Nabi Abi Chedid e deixa de somar mais três pontos

Redação, Estadão Conteúdo

15 de outubro de 2019 | 23h48

O Bragantino sentiu o gostinho de mais uma vitória na Série B do Campeonato Brasileiro, mas acabou cedendo o empate ao Oeste, nesta terça-feira, por 2 a 2, em partida realizada no estádio Nabi Abi Chedid, pela 29ª rodada.

Com o resultado, o Bragantino continuou na liderança isolada, com 58 pontos, seis na frente do Sport e com 14 de vantagem para o América-MG, primeiro clube fora do G4. Já o Oeste, que não vence há três rodadas, ficou estacionado na 14ª colocação, com 35 pontos, cinco acima da zona de rebaixamento.

O Oeste não se intimidou ao enfrentar o líder do campeonato fora de casa. O time de Barueri fez um primeiro tempo de igual para igual e viu Luis Carlos ser o grande herói dos 45 minutos iniciais. O goleiro defendeu um pênalti de Ytalo. O árbitro marcou após o atacante cabecear a bola no braço de Matheus Jussa. No mesmo lance, Rayan havia acertado o travessão.

O time visitante também chegou com perigo, principalmente com Mazinho. O atacante recebeu de Elvis em velocidade e mandou rente à trave. Thiaguinho ainda tentou se esticar todo, mas não conseguiu empurrar para o gol. Com muita disposição, o Oeste conseguiu levar o 0 a 0 para o intervalo, anulando os pontos fortes do Bragantino.

No segundo tempo, porém, o Oeste não teve a mesma sorte. Logo aos dez minutos, Ricardo Ryller, uma das apostas de Antônio Carlos Zago para a partida, arriscou o chute da intermediária, sem chances para o goleiro Luis Carlos.

O Bragantino ampliou aos 28 minutos. Aderlan cruzou na medida para Wesley, que superou Betinho e mandou de cabeça para o gol. O Oeste, então, reagiu na sequência. Após cobrança de escanteio, Lídio subiu sozinho para diminuir. O empate veio aos 38. Bruno Gonçalves foi derrubado por Léo Ortriz e o árbitro marcou pênalti. Elvis bateu e deixou tudo igual.

Após ceder o empate ao adversário, o Bragantino saiu novamente ao ataque e pressionou o Oeste, que se fechou para assegurar o resultado. Sem espaço, o time da casa ameaçou apenas em jogadas de bola parada. Na última tentativa, na cobrança de falta de Claudinho, a bola passou rente à trave.

Na próxima rodada, o Bragantino enfrentará a Ponte Preta no sábado, às 16h30, no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas. No mesmo dia e horário, o Oeste recebe o América-MG na Arena Barueri.

FICHA TÉCNICA

BRAGANTINO 2 X 2 OESTE

BRAGANTINO - Júlio César; Aderlan, Léo Ortiz, Rayan e Edimar; Ricardo Ryller, Uillian Correia (Vitinho) e Claudinho; Morato (Bruno Tubarão), Wesley e Ytalo (Matheus Peixoto). Técnico: Antônio Carlos Zago.

OESTE - Luis Carlos; Bonilha (Roberto), Lídio, Caetano e Salomão; Betinho, Matheus Jussa, Thiaguinho e Elvis (Welliton); Mazinho e Fábio. Técnico: Renan Freitas.

GOLS - Ricardo Ryller, aos dez, Wesley, aos 28, Lídio, aos 31, e Elvis, aos 38 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Vinicius Gonçalves Dias Araujo (SP)

CARTÕES AMARELOS - Bonilha, Matheus Jussa e Renan Freitas (Oeste).

RENDA - R$ 32.195,00.

PÚBLICO - 4.695 torcedores.

LOCAL - Estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista (SP).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.