Bragantino consegue reabilitação e quebra série invicta do Luverdense

O Bragantino venceu o Luverdense por 3 a 2, em casa, neste sábado à noite, no encerramento da 32ª rodada do Campeonato Brasileiro. Este resultado reabilitou o time paulista, que tinha sido goleado pelo Botafogo, por 4 a 1, na rodada passada. Agora soma 48 pontos, em nono lugar. De outro lado, quebrou uma série invicta de seis jogos do time do Mato Grosso, que continua com 48 pontos, em décimo lugar. Perde a posição para o próprio Bragantino pelo número de vitórias: 15 a 13.

Estadão Conteúdo

24 de outubro de 2015 | 23h24

Atuando em seu estádio, o Bragantino foi mais organizado e mais perigoso no primeiro tempo. Armado pelo técnico Wagner Lopes com um meio-campo agressivo, o time chegou com mais força ao ataque. Mas conseguiu o seu gol numa penalidade máxima cometida pelo zagueiro Everton, que segurou Thiago Santos pela camisa. Na cobrança, o zagueiro Leandro Silva mostrou categoria e deslocou o goleiro Edson. Aos 24 minutos, bola para um canto, goleiro para o outro.

O Luverdense decepcionou por sua postura defensiva. Pouco chegou ao ataque, tanto que o goleiro Douglas não fez nenhuma defesa. Por isso mesmo, era esperado uma postura diferente no segundo tempo. Os dois times, porém, voltaram sem trocas em suas escalações iniciais. Mas a etapa final foi movimentada e emocionante.

Aos sete minutos, Moisés perdeu a bola e Leandro Silva cometeu pênalti em cima de Lucas Fernandes. Na cobrança, porém, Tozin decepcionou ao isolar a bola por cima do travessão, aos oito minutos. Ele é o artilheiro do time com 11 gols. O castigo veio aos 12 minutos. Após escanteio cobrado com efeito por Jocinei, o goleiro Edson não cortou e a bola sobrou do outro lado para Thiago Santos. Livre, ele empurrou a bola para as redes.

O time do Mato Grosso ensaiou uma reação aos 14 minutos, quando o zagueiro Luiz Otávio subiu bem alto e cabeceou de cima para baixo o escanteio de Alípio. A bola quicou na frente do goleiro Douglas e entrou, deixando 2 a 1 no placar. O Bragantino manteve seu ritmo e continuou aproveitando os erros do visitante. Alemão fez o levantamento, a bola passou por toda a defesa e sobrou do outro lado para a cabeçada de Rodolfo, fazendo 3 a 1, aos 20 minutos.

Depois disso, o Bragantino administrou a vitória, esperando seu adversário, que ficou com um a menos a partir dos 34 minutos com a expulsão do lateral Paulinho. Ele cometeu falta violenta e recebeu o cartão vermelho direto. Antes já tinha sido amarelado por reclamação. Mesmo com um jogador a mais, o Bragantino sofreu o segundo gol num contra-ataque. Lucas Fernandes aproveitou o levantamento do lado esquerdo, ajeitou e bateu de primeira: 3 a 2, aos 45 minutos.

O Luverdense já volta a campo na próxima terça-feira, quando abre a 33.ª rodada, contra o Oeste, na cidade de Osasco, no estádio José Liberatti, às 21 horas. O Bragantino vai pegar o Atlético-GO na próxima sexta-feira, às 21 horas, no estádio Serra Dourada, em Goiânia (GO).

FICHA TÉCNICA:

BRAGANTINO 3 X 2 LUVERDENSE

BRAGANTINO - Douglas; Alemão, Gilberto, Leandro Silva (Bonfim) e Moisés; Renan, Jocinei, Chico e Alan Mineiro; Rodolfo (Erick) e Thiago Santos (Bruno Corrêa). Técnico Wagner Lopes.

LUVERDENSE - Edson; Raul Prata (Revson), Luiz Otávio, Everton e Paulinho; Muralha, Osman, Diego Rosa e Lucas Fernandes; Alípio (Da Mata) e Tozin. Técnico Júnior Lopes.

GOLS - Leandro Silva, pênalti, aos 24 minutos do primeiro tempo. Thiago Santos, aos 12, e Rodolfo, aos 20 e Lucas Fernandes aos 45 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Adriano Milczvski (PR).

CARTÕES AMARELOS - Leandro Silva, Chico e Moisés (Bragantino). Everton, Osman, Paulinho, Raul Prata e Tozin (Luverdense).

CARTÃO VERMELHO - Paulinho (Luverdense).

RENDA - R$ 54.980,00.

PÚBLICO - 10.585 presentes.

LOCAL - Estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista (SP).

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSérie BBragantinoLuverdense

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.