Ari Ferreira/Bragantino
Ari Ferreira/Bragantino

Bragantino empata em casa com Criciúma e conquista o título da Série B

Após conseguir o acesso à elite do futebol brasileiro, equipe de Bragança é campeã

Redação, Estadão Conteúdo

15 de novembro de 2019 | 21h26

Depois de 30 anos, o Bragantino volta a comemorar o título da Série B do Campeonato Brasileiro. A equipe paulista empatou nesta sexta-feira com o Criciúma por 1 a 1, no estádio Nabi Abi Chedid, para quase 10 mil torcedores, e se sagrou campeão.

O empate no compromisso da 36ª rodada levou o time dirigido por Antônio Carlos Zago aos 72 pontos, marca que não pode ser alcançada pelo segundo colocado Sport nos três jogos que lhe restam, lhe assegurando a segunda conquista da Série B - a primeira foi em 1989.

Para o Criciúma, o resultado mantém o time na zona do rebaixamento. Com 35 pontos, os catarinenses estão na 18ª posição, três pontos abaixo do rival Figueirense, que ainda joga na rodada e é o primeiro time fora da degola.

Como se esperava, o Bragantino começou a partida comandando as ações e mantendo a posse de bola no campo de ataque. No entanto, o Criciúma logo mostrou que também poderia assustar e, aos nove minutos, Eduardo cobrou falta na cabeça do zagueiro Sandro, que acertou o travessão.

Na segunda escapada do Criciúma, aos 25 minutos, o time visitante foi fatal. Andrew partiu para cima da defesa do Bragantino e contou com a sorte para passar por dois zagueiros e o goleiro Júlio César. A bola bateu nos adversários e sobrou para o atacante do Criciúma, que só precisou tocar contra o gol vazio.

A resposta do Bragantino veio ainda antes do intervalo. Aos 37 minutos, Morato fez jogada individual, cortou para a esquerda e bateu da entrada da área para empatar com um golaço.

A segunda etapa teve ritmo mais lento, com as duas equipes se mostrando satisfeitas com o resultado. A torcida já gritava "é campeão" quando, aos 37 minutos, os jogadores se desentenderam e, após uma confusão generalizada, o árbitro carioca Wagner do Nascimento Magalhães distribuiu cartões amarelos e o zagueiro Rayan, que recebeu o segundo, foi expulso, deixando o Bragantino com um a menos.

Em desvantagem numérica, o Bragantino seguiu administrando a partida e segurou o empate sem grandes sustos, garantindo o resultado suficiente para comemorar o título.

O Criciúma volta a campo na próxima terça-feira, quando receberá o Paraná no Heriberto Hulse, em partida que abre a 37ª e penúltima rodada da Série B. Em 24 de novembro, o Bragantino encara o Coritiba no Couto Pereira.

FICHA TÉCNICA

BRAGANTINO 1 X 1 CRICIÚMA

BRAGANTINO - Júlio César; Aderlan, Léo Ortiz, Rayan e Edmiar; Barreto, Ricardo Ryller e Claudinho; Morato (Robinho), Ytalo (Matheus Peixoto) e Wesley (Pedro Naressi). Técnico: Antônio Carlos Zago.

CRICIÚMA - Pulo Gianezini; Derlan, Sandro, Thales (Jean Mangabeira) e Marlon; Eduardo, Foguinho e Wesley; Reis (Vinícius), Léo Gamalho e Andrew (Luquinha). Técnico: Roberto Cavalo.

GOLS - Andrew, aos 25, e Morato, aos 38 minutos do primeiro tempo.

ÁRBITRO - Wagner do Nascimento Magalhães (RJ).

CARTÕES AMARELOS - Júlio César, Rayan, Edimar, Ricardo Ryller e Morato (Bragantino); Derlan, Marlon, Wesley, Vinícius, Andrew e Luquinha (Criciúma).

CARTÃO VEMERLHO - Rayan (Bragantino).

RENDA - R$ 75.255,00.

PÚBLICO - 9.402 pagantes.

LOCAL - Estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista (SP).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.