Reprodução/Twitter/@bragantino_real
Reprodução/Twitter/@bragantino_real

Bragantino se reabilita contra o Paraná e amplia vantagem na liderança da Série B

Ytalo e Wesley fizeram os gols da equipe do interior paulista, cada vez mais próxima do acesso

Redação, Estadão Conteúdo

12 de outubro de 2019 | 19h32

Após perder uma invencibilidade que durava cinco jogos na rodada passada ao ser derrotado pelo América-MG, por 2 a 0, o Bragantino fez jus ao fator casa para voltar a vencer e seguir tranquilo na liderança da Série B do Campeonato Brasileiro, cada vez mais próximo do acesso. Na tarde deste sábado, em partida válida pela 28ª rodada, o time paulista recebeu e venceu o Paraná por 2 a 0, no estádio Nabi Abi Chedid.

Com o resultado, o Bragantino aparece isolado na primeira colocação, com 57 pontos - oito mais que o segundo colocado Sport. Já o Paraná, mesmo com a derrota, segue na briga pelo G4, na sexta colocação, com 41 pontos.

No intervalo, o ex-volante Mauro Silva, que foi campeão mundial pela seleção brasileira em 1994, foi homenageado pelo Bragantino, onde atuou no final dos anos 80. Após a sua passagem por Bragança Paulista, ele atuou por mais de uma década no La Corunã, da Espanha. Atualmente ele é vice-presidente da Federação Paulista de Futebol (FPF).

O primeiro tempo foi de poucas chances para ambos os lados. Tanto que a primeira jogada de perigo do Bragantino saiu apenas aos nove minutos. Morato fez uma boa ação pela direita, cortou para o meio e bateu cruzado. Wesley ainda tentou desviar, mas a bola saiu rente a trave, animando a torcida dos donos da casa. Depois disso, a equipe mandante seguiu em cima, trocando passes no setor ofensivo mas só conseguia assustar em bolas alçadas na área.

O destino do jogo, porém, mudou aos 31 minutos, quando após uma confusão, o zagueiro Ligger, do Bragantino, e o atacante Jenison, do Paraná, foram expulsos após uma discussão e muitos empurrões envolvendo diversos jogadores. Com mais espaço em campo, não demorou para os donos da casa abrirem o placar. Aos 35 minutos, Wesley cruzou na medida para Ytalo, mandou a bola de voleio para o fundo das redes. Nos minutos finais, a partida seguiu movimentada, mas o primeiro tempo terminou mesmo com a vitória parcial do mandante.

Diferente do primeiro tempo e mesmo em vantagem no placar, o Bragantino voltou para etapa final fazendo pressão na área adversária, na busca pelo segundo gol. Logo aos dois minutos, Rafael Carioca tabelou com Morato e chutou firme, obrigando o goleiro Thiago Rodrigues a fazer a defesa no susto. Já, aos 7, o próprio lateral-esquerdo soltou o pé de fora da área e mais uma vez parou no goleiro paranista.

Após tentar tanto, os donos da casa conseguiram ampliar o placar aos 39 minutos. Ytalo soltou o pé de fora da área e a bola explodiu na trave. No rebote, Wesley estava atento e pegou a sobra para bater de primeira e mandar a bola para o fundo das redes.

Nos minutos finais, o Bragantino apenas administrou o resultado e segurou a vitória pelo placar de 2 a 0. Outra fez, muita festa nas arquibancadas no Nabizão.

Os dois times já voltam a campo na próxima terça-feira para a disputa da 29ª rodada. No Estádio Durival Britto, o Paraná recebe o Brasil de Pelotas-RS, às 19h15. Um pouco mais tarde, às 21h30, o Bragantino joga mais uma vez no Nabi Abi Chedid para fazer um duelo paulista contra o Oeste.


FICHA TÉCNICA:

BRAGANTINO 2 x 0 PARANÁ

BRAGANTINO - Júlio Cesar; Aderlan, Léo Ortiz, Ligger e Rafael Carioca; Barreto (Ricardo Ryller), Uillian Correia e Claudinho (Anderson Marques); Morato (Bruno Tubarão), Ytalo e Wesley. Técnico: Antonio Carlos Zago.

PARANÁ - Thiago Rodrigues; Éder Sciola, Rodolfo, Leandro Almeida e Guilherme Santos; Luiz Otávio, Itaqui (Jhemerson) e João Pedro (Rafael Alemão); Judivan (Rafael Furtado), Bruno Rodrigues e Jenison. Técnico: Matheus Costa.

GOLS - Ytalo, aos 35 minutos do primeiro tempo, e Wesley, aos 34 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Jefferson Ferreira de Moraes (GO).

CARTÕES AMARELOS - Ytalo e Ricardo Ryller (Bragantino) e Rodolfo (Paraná).

CARTÕES VERMELHOS - Ligger (Bragantino) e Jenison (Paraná).

RENDA - R$ 41.485,00.

PÚBLICO - 5.564 pagantes.

LOCAL - Estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista (SP).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.