Bragantino só empata com o São Bento e fica mais perto de cair

Equipe de Bragança tem apenas 7 pontos e é o último do grupo

Estadão Conteúdo

26 Março 2015 | 21h33

São Bento e Bragantino precisavam e buscaram a vitória para escapar da ameaça do rebaixamento no Campeonato Paulista. Mas o empate sem gols acabou sendo justo nesta quinta-feira à noite, no Estádio Walter Ribeiro, o CIC, pela 12.ª rodada.

O time sorocabano é o time que mais empatou na temporada, agora oito vezes, e soma 14 pontos, na quarta posição do Grupo B. Está, teoricamente, a dois pontos de se livrar do descenso. Situação complicada é do time de Bragança Paulista, com sete pontos, em último lugar no Grupo D e em penúltimo na classificação geral, com um pé na Série A-2 de 2016.

O jogo começo num ritmo muito veloz, com os dois times buscando o gol e exigindo boas participações dos dois goleiros. Aos três minutos, Éder chutou de fora da área, a bola quicou na frente de Lauro que espalmou para escanteio. O visitante deu o troco aos 5 minutos, numa cabeçada de Fernando e defendida no alto por Henal. O goleiro também rebateu, no minuto seguinte, chute de Léo Gago.

Mas os antigos erros voltaram a aparecer. O São Bento errando nas finalizações, enquanto o Bragantino errando na troca de passes e chegando ao ataque de forma desordenada, só na base da ligação direta. No intervalo, Paulo Roberto Santos perdeu o lateral-direito Alex Reinaldo, com o joelho machucado, e colocou Lucão em seu lugar.

O ritmo de jogo não mudou, a não ser que ficou mais difícil dos times criarem chances no ataque. O time da casa ainda tentou ser mais agressivo, enquanto o visitante passou a atuar para acertar um contra-ataque, ou seja, jogar por uma bola. E quase achou a chance aos 23 minutos, quando Bruno Ferreira invadiu a área pelo lado direito e chutou forte para a defesa de Henal, com a defesa aliviando. No escanteio, Renato Santos cabeceou no segundo tempo e Henal salvou a bola que ia entrar pelo alto.

Aos 30 minutos, ao mesmo tempo, Vágner Benazzi colocou dois novos jogadores para ganhar fôlego. Entraram Erick e Esquerdinha, respectivamente, nos lugares de Igor Sartori e Léo Gago. Depois fez uma troca de atacantes, com Wilker na vaga de Diego Maurício. Apesar das tentativas, nada mudou.

No final de semana, os dois times vão pegar grandes times pela frente. O São Bento vai sair diante do Santos, na Vila Belmiro, domingo, às 18h30. Mais cedo, a partir das 16 horas, o Bragantino vai receber o Corinthians, que deve utilizar alguns reservas para se poupar visando compromisso pela Copa Libertadores.

FICHA TÉCNICA:

SÃO BENTO 0 X 0 BRAGANTINO

SÃO BENTO - Henal; Alex Reinaldo (Lucão), Wanderson, João Paulo e Bruno Ré; Éder, Serginho Catarinense, Giovanni (Renan Mota) e Diego Barboza; Chico e Romário (Danilo Alves). Técnico - Paulo Roberto Santos.

BRAGANTINO - Lauro; Bruno Ferreira, Fernando, Renato Santos e Pará; Adilson Goiano, Muralha, Léo Gago (Esquerdinha) e Caio; Igor Sartori (Erick) e Diego Maurício (Wilker). Técnico - Vágner Benazzi.

ÁRBITRO - Raphael Claus.

CARTÕES AMARELOS - Lucão, Serginho Catarinense e Bruno Ré (São Bento). Adilson Goiano, Léo Gago e Renato Santos (Bragantino).

RENDA - R$ 16.503,09.

PÚBLICO - 2.805 presentes.

LOCAL - Estádio Walter Ribeiro, em Sorocaba (SP).

Mais conteúdo sobre:
futebol Bragantino São Bento Paulistão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.