Bragantino vence e estraga festa do Bahia no Morumbi

O Bragantino não tomou conhecimento da festa preparada pela torcida do Bahia, neste sábado, no Estádio do Morumbi, em São Paulo, e venceu por 2 a 0. Após a partida, o cantor Ricardo Chaves fez um show para os torcedores presentes, decepcionados com a derrota na despedida da Série B do Campeonato Brasileiro.

AE, Agência Estado

27 de novembro de 2010 | 19h54

Com os três pontos, o Bragantino terminou o ano na oitava colocação, com 53 pontos, enquanto o Bahia, já garantido na Série A, ficou em terceiro, com 65 pontos. O Figueirense retomou a segunda colocação, com 67, e ficou com o vice-campeonato, ao vencer o Paraná, em Florianópolis.

A partida começou bem movimentada, com os dois times se lançando ao ataque e criando boas chances de gol. O Bahia teve em dois lances, reais oportunidades de abrir o placar. Aos cinco minutos, Jael arriscou da entrada da área e passou rente à trave.

O mesmo Jael levou perigo, aos 28, ao bater para fora, após fintar dois zagueiros e ficar cara a cara com o goleiro Vitor. Depois do bom início, o jogo caiu de ritmo e os dois times brigaram muito pela bola no meio-campo, sem criar mais nenhuma grande chance de gol.

O Bragantino voltou melhor para o segundo tempo e, logo aos seis minutos, abriu o placar. Júlio César bateu de fora da área e acertou o travessão. No rebote, Léo Jaime só tocou para o gol aberto.

O Bragantino seguia melhor em campo e chegou ao segundo gol aos 29 minutos. Thiaguinho fez boa jogada pela lateral e cruzou para a área. Livre e sem goleiro, o atacante Fabrício Carvalho bateu no alto e voltou a marcar, após ficar afastado dos gramados por conta de seguidas contusões e cirurgias.

Ficha Técnica:

Bragantino 2 x 0 Bahia

Bragantino - Vitor; Júnior Lopes, Marcos Aurélio e Everaldo; Murilo Silva, Éder Silva, Julio César, Léo Jaime (Thiaguinho) e Silas; Sílvio (Thiago Cunha) e Fabrício Carvalho (Marcelinho). Técnico: Marcelo Veiga.

Bahia - Omar (Fernando Welington); Arilton, Vagner, Nen e Felipe (Pablo); Fábio Bahia, Marcone, Lenine (Diego Santos) e Vander; Everton e Jael. Técnico: Márcio Araújo.

Gols - Léo Jaime, aos 6, e Fabrício Carvalho, aos 29 minutos do segundo tempo.

Cartões amarelos - Murilo Silva e Julio Cesar.

Árbitro - Wagner Reway (MT).

Renda - R$ 107.835,00.

Público - 4.900 pagantes.

Local - Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.