Divulgação
Divulgação

Bragantino vence em casa e afunda o Ceará na lanterna da Série B

Time paulista aproveita falhas do rival e ganha por 3 a 0

Estadão Conteúdo

01 de agosto de 2015 | 23h09

Depois de dar as cartas em todo o primeiro tempo, perdendo várias chances de gols, o Ceará acabou falhando três vezes no segundo tempo e perdeu por 3 a 0 para o Bragantino, neste sábado à noite, no encerramento da 16.ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. No jogo, realizado em Bragança Paulista, o placar premiou o time mais eficiente.

Esta foi a segunda vitória seguida do time paulista, que tinha batido o Mogi Mirim, por 3 a 2, e agora soma 22 pontos, em 10.º lugar. Foi sua quinta vitória em casa, onde perdeu três vezes. Esta foi a nona derrota do Ceará, a sétima longe de sua torcida. E o resultado manteve a equipe na lanterna, com apenas 11 pontos.

O time cearense atuou de forma inteligente no primeiro tempo. Usou bem seus laterais - Buiu e Victor Luis - e ao mesmo tempo bloqueou as jogadas pelos lados do adversário, que sentia muito a ausência do meia Jocinei, suspenso com três cartões amarelos. O domínio em campo foi todo do Ceará, que criou várias chances. Às vezes parou nas mãos de Douglas, enquanto em outras pecou pela falta de pontaria dos seus atacantes.

Tudo mudou no intervalo com a alteração realizada por Wagner Lopes, que tirou o volante Bruno Costa para promover a entrada do atacante Lincon. Foi uma troca para tornar o time mais ofensivo, além de uma aposta nas jogadas aéreas para chegar aos gols.

Não deu outra. O primeiro saiu aos 14 minutos, quando Alan Mineiro levantou a bola para a área e, na tentativa de aliviar, o atacante Rodrigo Silva desviou de cabeça contra seu próprio gol. A bola, caprichosa, ainda tocou na trave antes de entrar.

Dois minutos depois, após uma infiltração no meio-campo, a bola desviou na defesa e sobrou para o chute de voleio de Lincon: 2 a 0, aos 16 minutos. Os gols desmoronaram o Ceará. Aos 23 minutos, outro cruzamento da direita e a defesa falhou no corte. Do outro lado apareceu Lincon para bater forte de perna esquerda. A bola tocou em Tiago e entrou, aos 23 minutos.

O visitante ainda tentou ir ao ataque, mas no desespero errou muitos passes e finalizou mal. Nem soube tirar proveito da expulsão do goleiro Douglas, aos 36 minutos, após sair atabalhoado em cima de Rodrigo Silva. Ele era o último homem, recebeu inicialmente o cartão amarelo, mas depois o árbitro lhe aplicou o vermelho. Após expulsão, saiu Chico para a entrada do goleiro Rafael Copetti, que não fez nenhuma defesa até o final do jogo.

O Bragantino não vai ter tempo de descansar, porque na terça-feira abre a 17.ª rodada contra o Sampaio Corrêa, em São Luis, às 21 horas. O Ceará volta a campo no sábado, no Castelão, contra o Vitória, às 16h30.

FICHA TÉCNICA:

BRAGANTINO 3 X 0 CEARÁ

BRAGANTINO - Douglas; Rodney, Leandro Silva, Luan e Roberto; Éverton Dias, Wigor, Bruno Costa (Lincon) e Alan Mineiro; Chico (Rafael Copetti) e Rodolfo. Técnico: Wagner Lopes.

CEARÁ - Tiago; Buiu, Sandro, Carlão e Victor Luis (Muller Fernandes); João Marcos (Fabinho), Baraka, Ricardinho e Fernandinho; Rodrigo Silva e Rafael Costa (Vinícius). Técnico: Geninho.

GOLS - Rodrigo Silva (contra), aos 14, Lincon, aos 16 e aos 23 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Wagner Reway (MT).

CARTÕES AMARELOS - Wigor e Éverton Dias (Bragantino). Buiu, João Marcos e Ricardinho (Ceará).

CARTÃO VERMELHO - Douglas (Bragantino)

RENDA - R$ 8.540,00

PÚBLICO - 693 pagantes

LOCAL - Estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista (SP).

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSérie BBragantinoCeará

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.