Branco descarta permanência de Renato Silva após doping

O resultado positivo para o exame de doping do zagueiro Renato Silva, principal contratação para o setor defensivo do Fluminense em 2007, pegou a todos de surpresa nas Laranjeiras e o coordenador de Futebol, Branco, praticamente descartou, nesta quinta-feira, a possibilidade de o atleta permanecer no clube. O dirigente não se conforma, principalmente, com a substância encontrada na urina do jogador: a THC (tetrahidrocanabinol), derivada da maconha.?Contornar essa situação é difícil. O Fluminense tem tradição, é um clube de 105 anos, torcida enorme e tem uma garotada em Xerém [centro de treinamento das categorias de base] que precisa de exemplo?, disse Branco. ?Fico com pena porque admiro o Renato Silva. Respeito o problema social dele, mas a instituição precisa ser respeitada e isso não aconteceu.?Nesta quinta, tanto Branco quanto Renato Silva e seu advogado, Carlos Portinho, reuniram-se por diversas vezes nas Laranjeiras. O jogador tentou se justificar e chegou a dizer que teria usado o entorpecente em um período antes de ser contratado pelo Fluminense.Para ratificar sua tese, Renato Silva lembrou que o THC permanece por muito tempo no organismo humano e o exame que detectou o doping foi realizado em janeiro. No dia 28, o zagueiro atuou na derrota do time para o Volta Redonda, por 3 a 2.O advogado de Renato Silva afirmou que irá pedir a absolvição do atleta, que pode ser condenado a um ano de suspensão, de acordo com o artigo n.º 244 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD).Preventivamente, ele já está afastado por 30 dias. Portinho disse ter o desejo de sensibilizar os julgadores ao apresentar o problema social do atleta. ?Sempre que há o risco de suspensão por longo prazo é natural que clube e atleta conversem sobre rescisão?, frisou Portinho. ?E não acredito que o Renato Silva seja suspenso por dois anos. Esse problema precisa ser visto com os olhos da recuperação. É uma doença e trabalhamos até com a hipótese de absolvição, ou pena mínima [120 dias]."Carlos AlbertoO meia Carlos Alberto levou uma pancada na bacia durante o treino desta quinta e deixou o gramado antes do término dos trabalhos. O jogador foi examinado pelos médicos Michael Simoni e Carlos Veiga. O capitão da equipe das Laranjeiras será reexaminado na sexta para saber se terá condição de enfrentar o Madureira, no sábado, em Moça Bonita, pela Taça Rio. "Ele está com dor, o que é normal pela pancada, mas acredito que o Carlos Alberto fique à disposição do Joel [Santana, treinador do clube]", disse Simoni.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.