Brandão será julgado pela Justiça comum por agressão

Atacante brasileiro deu cabeçada em Thiago Silva, ficou detido por algumas horas e ainda pode ser condenado à prisão na França 

Estadão Conteúdo

23 de agosto de 2014 | 09h53

O brasileiro Brandão está cada vez mais enrolado por causa da cabeçada que deu em Thiago Motta após o jogo entre o seu time, o Bastia, e o Paris Saint-Germain. Ele vai ser julgado na Justiça comum na França pela agressão e pode até ser condenado à prisão. Na sexta-feira, o atacante ficou detido por algumas horas e acabou intimado a comparecer a um tribunal da capital francesa para ser julgado.

Brandão é acusado de ato violento com premeditação. Isso porque, no sábado passado, depois de encerrada a partida entre as duas equipes - vitória do PSG por 2 a 0 -, ele esperou Thiago Motta, com quem havia discutido em campo, no vestiário e o agrediu com uma cabeçada. O volante, brasileiro naturalizado italiano, fraturou o nariz.

Além do risco de ser condenado à prisão, Brandão pode ser multado e proibido de participar de competições esportivas por algum tempo. Ele já cumpre suspensão imposta pela liga que organiza o Campeonato Francês, que o proibiu de jogar até o dia 18 de setembro. O Bastia também decidiu afastá-lo temporariamente.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrandãoagressãoprisão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.