Brasil apresentará candidatura à Copa 2014 em 29 de outubro

Essa é a data que os dirigentes da CBF terão para expor os detalhes do planejamento ao Comitê da Fifa

Efe,

19 de outubro de 2007 | 11h00

O Brasil apresentará no dia 29 de outubro ao Comitê Executivo da Fifa sua candidatura - a única - para organizar a Copa do Mundo de 2014, cuja sede será anunciada no dia seguinte, junto com o nome do país que sediará o Mundial Feminino de futebol de 2011, disputado por Canadá e Alemanha.   A Fifa confirmou nesta sexta-feira a próxima reunião de seu Comitê Executivo em Zurique, que começará no dia 29 com a exposição do Canadá e da Alemanha - os dois candidatos a organizar o Mundial feminino de 2011 - e a do Brasil, país que ganhou cinco títulos mundiais e que organizou o campeonato uma vez, em 1950.   O Brasil ficou como único candidato após a renúncia em abril da Colômbia, considerando que a Fifa decidiu que a Copa do Mundo de 2014 devia acontecer na América do Sul, após a da África do Sul em 2010.   Após ouvir as exposições, o Comitê Executivo anunciará no dia seguinte, em 30 de outubro, sua decisão sobre os dois países organizadores ao término da reunião, na qual também deve abordar outros assuntos, como a possível prevenção de problemas cardíacos em jogadores.   Apoio de peso   Para assegurar a realização da competição, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF), conta com um reforço de peso: o Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva.   O presidente Luiz Inácio Lula da Silva vai a Zurique em 29 de outubro para participar, no dia seguinte, do anúncio oficial do Brasil como sede da Copa do Mundo de 2014. Além de Lula, o ministro dos Esportes, Orlando Silva, estará na reunião ao lado dos governadores do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, e da Bahia, Jaques Wagner, que são da base alidada do atual governo. (atualizada às 17h07)

Tudo o que sabemos sobre:
Copa 2014FifaCBF

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.