Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

Brasil chega à semifinal da Copa América sem levar gols pela primeira vez na história

Equipe do técnico Tite avança na competição sem ainda ter sido vazada pelos adversários

Ciro Campos, enviado especial a Porto Alegre, O Estado de S. Paulo

28 de junho de 2019 | 04h30

O Brasil pode estar longe de encantar nesta Copa América, no entanto tem um feito para se orgulhar. Ao eliminar o Paraguai nesta quinta-feira, na Arena do Grêmio, a equipe do técnico Tite garantiu vaga na semifinal e a inédita façanha na história de chegar à esta fase do torneio sem levar nenhum gol. Após quatro partidas nesta competição, a defesa continua sem ser vazada.

O jogo em Porto Alegre deu ao time essa marca mesmo sem ter vencido no tempo normal. Brasil e Paraguai empataram por 0 a 0 para depois, nos pênaltis, a equipe da casa prevalecer com a vitória por 4 a 3. O resultado valeu a classificação para semifinal após 12 anos de ausência e mostrou novamente um time seguro na defesa. O goleiro Alisson teve apenas uma intervenção importante, ainda no primeiro tempo.

Em todas as outras participações anteriores de Copa América, o Brasil jamais havia passado os quatro primeiros jogos sem sofrer gols. O setor defensivo é um dos trunfos do técnico Tite para aumentar a série de partidas sem ser vazado. Fora a seleção brasileira, a única equipe da competição a não ter sofrido gols é a Colômbia, que terá o compromisso pelas quartas de final nesta sexta, contra o Chile.

"O mais importante em uma competição como essa é manter a concentração e tranquilidade para fazer nosso trabalho", afirmou o atacante Willian. O Brasil tem nesta Copa América vitórias por 3 a 0 sobre a Bolívia e 5 a 0 sobre o Peru, ambas em São Paulo, e depois empates sem gols diante da Venezuela, na fase de grupos, e com o Paraguai, já pelas quartas de final da competição.

No último sábado, quando encerrou a primeira fase no encontro com o Peru, a equipe de Tite já havia igualado o feito de 1995. Naquele ano a equipe dirigida por Zagallo fechou a etapa de grupos sem levar gols. Mas nas quartas de final, contra a Argentina, o empate por 2 a 2, seguido por vitória nos pênaltis, impediu a seleção brasileira de chegar à semifinal com a defesa invicta.

O Brasil volta aos treinos na tarde desta sexta-feira, no CT do Grêmio, em Porto Alegre. O elenco embarca à noite para Belo Horizonte, local da partida semifinal na próxima terça, no estádio do Mineirão. O adversário será o vencedor do confronto entre Argentina e Venezuela. As equipes se enfrentam no Maracanã.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.