Brasil chega ao México e ignora revanche

A Seleção Brasileira chegou ao local da decisão da Copa Ouro ouvindo gritos da torcida adversária. A delegação desembarcou na Cidade do México às 15h45 locais (17h45min, horário de Brasília). Na chegada, os jogadores e a comissão técnica pularam a fila de outros passageiros que chegavam no México e tiveram um balcão especial para passar pela alfândega. No saguão, foram recebidos por uma equipe de tevê mexicana. Torcedores que estavam no aeroporto identificaram os brasileiros e começaram a gritar ?México, México?, insistentemente. O volante Thiago Motta disse que não considera a partida de domingo uma possibilidade de devolver a derrota na primeira fase. "Não considero como uma revanche. É uma partida como outra qualquer", disse. O time deve treinar amanhã, às 9h da manhã. O local não estava definido até o início da noite de hoje. Poderia ser no Estádio Azteca, palco da final, ou no CT do América do México, onde a seleção treinou na primeira fase. Depois do treino, Ricardo Gomes deve confirmar o mesmo time que jogou contra Honduras e México. Só haverá mudança se algum jogador sentir amanhã os efeitos da altitude de 2.400 metros.

Agencia Estado,

25 de julho de 2003 | 20h12

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.