Divugalção/Fifa
Divugalção/Fifa

Copa do Mundo Sub-17: veja quem o Brasil enfrenta, estádios, títulos e os possíveis convocados

Seleção brasileira enfrentará Nova Zelândia, Canadá e Angola no Grupo A

Guilherme Amaro, O Estado de S.Paulo

11 de julho de 2019 | 10h45
Atualizado 11 de julho de 2019 | 16h13

A seleção brasileira sub-17 conheceu na manhã desta quinta-feira os adversários na fase de grupos da Copa do Mundo da categoria, que será realizada entre 26 de outubro a 17 de novembro, no Brasil. No Grupo A, o time canarinho enfrentará Nova Zelândia, Canadá e Angola.

A Copa do Mundo Sub-17 seria sediada inicialmente pelo Peru, mas o país "não conseguiu lograr a totalidade de requisitos solicitados pela Fifa", como admitiu a própria Federação Peruana de Futebol (FPF). O sorteio dos grupos foi realizado nesta quinta-feira, em Zurique, na Suíça. 

"Agradecemos ao presidente da Fifa, Gianni Infantino, e ao presidente da Conmebol, Alejandro Domínguez, por acreditarem novamente no Brasil. É uma grande responsabilidade organizar essa competição. Nos últimos anos, o Brasil esteve no cenário esportivo mundial sediando grandes eventos. Entedemos essa nova missão como um reconhecimento da nossa habilidade de organizar eventos e da nossa paixão por futebol", disse o presidente da CBF, Rogério Caboclo.

"A Copa do Mundo Sub-17 é uma competição especial, é a Copa do Mundo do futuro. A próxima geração de craques vai representar seus respectivos países nos estádios brasileiros", acrescentou.

Confira quem são os adversários do Brasil no Mundial Sub-17

O Brasil estreia contra o Canadá no dia 26 de outubro, pela abertura do torneio, no estádio Bezerrão. Na segunda rodada, a seleção enfrenta a Nova Zelândia no dia 29, também no Bezerrão. Por fim, a equipe verde e amarela pegará a Angola no dia 1º de outubro, no estádio Olímpico de Goiânia, encerrando a fase de grupos.

Grupo A: Brasil, Canadá, Nova Zelândia e Angola.

Grupo B: Nigéria, Hungria, Equador e Austrália.

Grupo C: Coreia do Sul, Haiti, França e Chile.

Grupo D: Estados Unidos, Senegal, Japão e Holanda.

Grupo E: Espanha, Argentina, Tajiquistão e Camarões.

Grupo F: Ilhas Salomão, Itália, Paraguai e México.

Quatro estádios serão utilizados:

Bezerrão, no Gama (DF), receberá a abertura, a final e mais 16 jogos

Kleber Andrade, em Cariacica (ES), receberá 16 jogos

Olímpico, em Goiânia (GO), receberá dez jogos

Serrinha, em Goiânia (GO), receberá oito jogos

A Fifa apostou em estádio menores, que não receberam jogos da Copa do Mundo de 2014 ou da Copa América deste ano, por exemplo. “Acredito que os quatro estádios escolhidos oferecem as instalações e o tamanho certos para esta competição. Estamos muito entusiasmados de levar este torneio a lugares que nunca tinham sediado um evento da Fifa. Graças à excelente cooperação e à contribuição da CBF e do Comitê Organizador Local, tenho certeza de que conseguiremos proporcionar a todas as seleções, torcidas e dirigentes as melhores condições possíveis”, disse o diretor de Torneios e Eventos da Fifa, Colin Smith.

Logotipo:

A Fifa divulgou o emblema do Mundial Sub-17, que "teve como inspiração a rica história e as paisagens diversificadas do país, com vários elementos distintivos reunidos na forma do troféu do torneio".

Além disso, o comunicado da Fifa explica que "a base evoca o verde exuberante da natureza brasileira. A vegetação abundante guia o olhar pelo vermelho intenso do solo brasileiro e pelo alaranjado das célebres pedras preciosas do país até a silhueta de uma pessoa comemorando. A pessoa, por sua vez, estende os braços para uma bola cujo desenho foi inspirado pelas clássicas colunas curvas da Catedral de Brasília, uma obra-prima do renomado arquiteto brasileiro Oscar Niemeyer."

Brasil busca o tetra:

A seleção brasileira já conquistou três vezes a Copa do Mundo Sub-17, em 1997, 1999 e 2003. É o segundo país com mais troféus do torneio, atrás apenas da Nigéria, com cinco.

Além dos três títulos, o Brasil foi vice em 1995 e 2005. Ainda ficou em terceiro lugar em 1985 e 2017 e na quarta colocação em 2011. A Copa do Mundo Sub-17 teve sua primeira edição em 1985 e será disputada pela 18ª vez.

Possíveis convocados:

Em preparação para o Mundial Sub-17, a seleção brasileira terá dois amistosos contra o Paraguai, nos dias 23 e 26 de julho, e mais um período de treinamentos na Granja Comary. O técnico Guilherme Dalla Déa convocou 25 jogadores, que possivelmente estarão na lista para a Copa.

Goleiros: Cristian (Atlético-MG), Marcelo (Fluminense) e Matheus Donelli (Corinthians).

Defensores: Dérick (Santos), Gustavo Garcia (Palmeiras, Henri (Palmeiras), Luan Patrick (Athletico-PR), Patryck (São Paulo), Paulo Eduardo (Cruzeiro), Renan (Palmeiras) e Yan (Coritiba).

Meias: Daniel Cabral (Flamengo), Diego Rosa (Grêmio), Lucas Calegari (Fluminense), Matheus Araujo (Corinthians), Pedro Lucas (Grêmio), Pierre (Figueirense), Reinier (Flamengo) e Talles Costa (São Paulo).

Atacantes: Gabriel Veron (Palmeiras), Kaio Jorge (Santos), Marcos Leonardo (Santos), Marquinhos Alencar (São Paulo), Miguel Silveira (Fluminense) e Talles Magno (Vasco).

Craques do passado:

A Copa do Mundo Sub-17 já foi disputada por diversos jogadores que acabaram virando craques. Ronaldinho Gaúcho e Neymar representaram o Brasil em 1997 e 2009, respectivamente. Entre os gringos, destaques para o goleiro italiano Gianluigi Buffon, o volante alemão Toni Kroos, o meia colombiano James Rodríguez e o atacante espanhol Fernando Torres.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.