Caio Marcelo/www.criciuma.com.br
Caio Marcelo/www.criciuma.com.br

Brasil de Pelotas marca no fim e quebra série invicta do Criciúma na Série B

Leandro Leite, aos 46 minutos do segundo tempo, fez o único gol da partida

Estadão Conteúdo

09 Outubro 2018 | 23h46

Com um gol aos 46 minutos do segundo tempo, o Brasil de Pelotas venceu o Criciúma, por 1 a 0, nesta terça-feira, no estádio Heriberto Hulse, pela 31.ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B.

O time da casa não perdia há sete jogos e continua com 40 pontos, em 12.º lugar, enquanto o visitante ganhou respiro na sua luta para se afastar da zona de rebaixamento. Agora soma 37 pontos, em 15.º, cinco pontos na frente do Paysandu, que abre a degola.

Os dois técnicos escalaram os times de forma parecida, com cinco jogadores no meio-campo e apenas um atacante. Mazola Júnior o fez na esperança de que o Criciúma ampliasse sua série de sete jogos sem derrotas, mas queria brindar sua torcida com uma vitória. Ainda mais que ela se decepcionou com o empate sem gols com o Oeste, na última rodada.

De outro lado, Rogério Zimmermann estava preocupado em afastar o time gaúcho da zona de rebaixamento. Além de tentar a reabilitação, porque vinha de derrota em casa para o Fortaleza, por 1 a 0.

O Brasil se posicionou bem na marcação, deixando o jogo equilibrado. Os times não chutaram a gol com perigo e o que chamou a atenção no primeiro tempo foi um lance em que o time da casa reclamou pênalti. Joanderson apareceu na pequena área e foi tocado no peito pelo goleiro Marcelo Pitol. Mas o árbitro paulista Vinícius Furlan considerou o choque involuntário.

Não houve alteração no intervalo. Mas o visitante voltou mais agressivo. Aos três minutos, Welinton Júnior invadiu a área pelo lado esquerdo e bateu cruzado, dando susto no goleiro Belliato. Aos 10 minutos, Itaqui cobrou falta em curva, a bola desviou na barreira e ainda tocou na rede pelo lado de fora.

A resposta só aconteceu aos 24 minutos, em chute perigoso de Gabriel e que exigiu boa defesa de Marcelo Pitol. O jogo seguiu equilibrado, mas perigoso. Já nos acréscimos, após escanteio, Leandro Leite desviou de cabeça na primeira trave e a bola ainda tocou na canela do lateral Marlon antes de entrar. Não havia tempo para reação.

O Criciúma agora só volta a campo em 19 de outubro, quando enfrenta o São Bento, em Sorocaba. No dia 16, o Brasil vai receber o Atlético-GO, em Pelotas.

FICHA TÉCNICA

CRICIÚMA 0 X 1 BRASIL DE PELOTAS

CRICIÚMA - Belliato; Sueliton, Nino, Sandro e Marlon; Liel, Ronaldo, Marlon Freitas (Patrick), Luiz Fernando (Marcinho Júnior) e Gabriel; Joanderson (Julimar). Técnico: Mazola Júnior.

BRASIL DE PELOTAS - Marcelo Pitol; Éder Sciola, Leandro Camilo, Rafael Dumas e Alex Ruan (Nirley); Leandro Leite, Itaqui, Diego Miranda, Rafael Gava e Welinton Júnior (Léo Bahia); Michel (Wallace Pernambucano). Técnico: Rogério Zimmermann.

GOL - Leandro Leite, aos 46 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Vinícius Furlan (SP).

CARTÕES AMARELOS - Sueliton, Nino, Marlon e Ronaldo (Criciúma). Diego Miranda (Brasil).

RENDA - R$ 52.230,00.

PÚBLICO - 3.444 torcedores.

LOCAL - Estádio Heriberto Hulse, em Criciúma (SC).

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.