Brasil e Argentina empatam na estréia do hexagonal

Num jogo bem movimentado e com fraca atuações das defesas, Brasil e Argentina empataram por 2 a 2, nesta sexta-feira, no Estádio Defensores Del Chaco, em Assunção, na estréia das duas seleções no hexagonal decisivo do Campeonato Sul-Americano sub-20. Com o resultado, os arqui-rivais dividem a terceira colocação, com um ponto ganho. O Chile e o Uruguai, que venceram Colômbia e Paraguai, respectivamente, têm três pontos e lideram a corrida pelas duas vagas nos Jogos Olímpicos de Pequim, em 2008. Os quatro melhores classificam-se ao Mundial da categoria, que será disputado ainda este ano, no Canadá. O clássico teve um primeiro tempo amarrado, com poucas oportunidades de gol. No entanto, o Brasil abriu o placar na primeira que teve, e graças a uma falha do goleiro Romero. Ele saiu jogando errado e deu a bola nos pés de Willian, que enfiou para Luiz Adriano invadir a área e fazer 1 a 0. Poderiam ser 2 a 0, se o uruguaio Roberto Silvera não tivesse invalidado erroneamente um gol de cabeça de Alexandre Pato, após cruzamento de Lucas. O árbitro, influenciado pelo assistente colombiano Jovani Zapata, marcou saída de bola antes do levantamento, o que não aconteceu. A rigor, a Argentina também só teve uma única chance clara, com Mercado, de cabeça, após escanteio da esquerda, já nos acréscimos do primeiro tempo. No segundo tempo, porém, as duas defesas resolveram dar emoção ao jogo. Logo aos dois minutos, a zaga brasileira dormiu e só assistiu Mouche deixar, com o calcanhar, o atacante Sosa na cara do gol: 1 a 0. Aos 12, Cahais aproveitou desvio após escanteio da esquerda para cabecear livre: 2 a 1. No minuto seguinte, Alexandre Pato cobrou falta na trave e Lucas marcou no rebote: 2 a 2. O técnico Nelson Rodrigues, no entanto, tirou os dois jogadores mais técnicos do Brasil: primeiro Alexandre Pato, depois Willian, para as entradas de Fabiano Oliveira e Danilinho. O time perdeu ofensividade e não teve forças para buscar a vitória. O próximo compromisso da seleção será contra o Chile, domingo, às 20h50, em Luque. No mesmo dia e local, a Argentina encara o Chile. Ficha técnica: Brasil 2 x 2 Argentina Brasil - Cássio; Amaral, Eliezio, Thiago Heleno e Carlinhos; Roberto, Lucas, Willian (Danilinho) e Leandro Lima; Alexandre Pato (Fabiano Oliveira) e Luiz Adriano (Tchô). Técnico - Nélson Rodrigues. Argentina - Romero; Fazio, Mercado, Cahais e García; Sánchez, Yacob, Acosta e Morales; Sosa (Di Maria) e Mouche (Aban). Técnico - Hugo Tocalli. Gols - Luiz Adriano, aos 27 minutos do primeiro tempo; Sosa, aos dois, Cahais, aos 12, e Lucas, aos 14 minutos do segundo. Árbitro - Roberto Silvera (Uruguai). Cartões amarelos - Mercado, Willian, Cahais, García e Eliezio. Local - Estádio Defensores Del Chaco, em Assunção (Paraguai).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.