Brasil e Espanha doam camisas autografadas a Mandela

Ex-presidente da África do Sul está internado há quase um mês devido a uma infecção pulmonar

AE, Agência Estado

30 de junho de 2013 | 19h25

RIO - Antes do início da final da Copa das Confederações entre Brasil e Espanha, na noite deste domingo, no Maracanã, a Fifa e as confederações dos dois países organizaram uma cerimônia em homenagem ao ex-presidente da África do Sul, Nelson Mandela.

Ativista contra o apartheid e Prêmio Nobel da Paz, Mandela está internado há quase um mês devido a uma infecção pulmonar. O estado de saúde do líder sul-africano ainda é crítico, embora na última quinta-feira o atual presidente do país, Jacob Zuma, tenha descrito o quadro como estável.

Na celebração a Mandela, camisetas autografadas pelos jogadores das duas seleções finalistas da Copa das Confederações foram dadas de presente a Tokyo Sexwale, ministro de Assentamentos Humanos da África do Sul e amigo próximo de Mandela. Após o retorno de Sexwale à África do Sul, as camisetas serão entregues a Mandela.

Estavam presentes na cerimônia o presidente da CBF, José Maria Marin, o presidente da Federação Espanhola de Futebol, Ángel Maria Villar Llona, e o presidente da Fifa, Joseph Blatter. Blatter afirmou que o gesto mostra que o mundo do futebol pensa em Mandela. "A força do esporte mais popular do mundo, que você ama tanto, o futebol, lhe estende a mão", declarou o cartola suíço.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.