Divulgação
Divulgação

Brasil é poderoso, mas não é imbatível, diz goleiro do Peru

Pedro Gallese pediu atenção a todo o time, não só a Neymar

REUTERS

13 de junho de 2015 | 15h52

A seleção brasileira é um rival renomado, mas não é invencível, afirmou neste sábado o goleiro peruano Pedro Gallese, que não se mostrou intimidado pelo pentacampeão mundial, apesar das suas 10 vitórias consecutivas desde a chegada de Dunga.

Com 10 vitórias neste mesmo número de partidas, o capitão do Brasil campeão do mundo em 1994 conseguiu acalmar as críticas de uma torcida sempre muito exigente, com a ansiedade de ver a Copa América confirmar o início de um processo renovado com um elenco sedento por revanche.

E no domingo, o Brasil dará seu primeiro passo na Copa América, contra o Peru, às 18h30 (horário local), na cidade chilena de Temuco, pelo Grupo C do torneio, ao lado de Colômbia e Venezuela.

"É uma equipe poderosa, mas não é invencível", disse Gallese a jornalistas. "O Brasil não é apenas Neymar. Temos que estar atentos a todos", comentou.

Mas as coisas não serão fáceis para a equipe inca, que perdeu as suas últimas três partidas contra o Brasil. A boa notícia é que não perde na estreia da Copa América desde 1991.

"Vamos com a mentalidade de vencer, mas, se não conseguirmos, um empate será bem-vindo", afirmou o goleiro do Juan Aurich. 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.