Brasil é principal favorito para a Copa, diz Maradona

O ex-jogador argentino Diego Maradona disse nesta terça-feira que o Brasil é o principal favorito para vencer a Copa do Mundo de Alemanha, e que a seleção de seu país não está entre os principais candidatos."Se não for Brasil, depois vêm Inglaterra, Itália e Alemanha, que está bem entrosada", afirmou o ídolo portenho. Para ele, a Argentina não deve pensar em favoritismo, pois isso pode ser prejudicial aos jogadores."Na última Copa, parecia que íamos até lá só para que nos entregassem a taça", criticou Maradona, que lembrou ainda sua experiência no Mundial de 1982, na Espanha, quando a Argentina chegou como favorita, na condição de atual campeã, e caiu na segunda fase, em último lugar num grupo com Itália e Brasil. "Fomos com uma equipe de sonhos, e a coisa acabou muito mal."Para o ex-jogador, que liderou a Argentina na conquista de sua segunda Copa, no México, em 1986, disse que a campanha da Argentina vai depender do estado de seus principais jogadores, como o volante Mascherano, do Corinthians, e o atacante Messi, do Barcelona. "A chave é que eles estejam inspirados e em boas condições. É assim que sairão os melhores resultados", afirmou Maradona.

Agencia Estado,

04 de abril de 2006 | 13h03

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.