Brasil empata na estréia do Sub-20

O Brasil não conseguiu superar a força física e o jogo brusco da Nigéria em sua estréia no Mundial Sub-20, que está sendo disputado na Holanda. Na tarde deste domingo, na cidade de Emmen, o jogo terminou empatado em 0 a 0. A próxima partida será quarta-feira contra a Suíça, que estreou derrotando a Coréia do Sul por 2 a 1.Ao técnico Renê Weber restou lamentar a imprecisão do Brasil nas finalizações e reclamar do árbitro espanhol Medina Cantalejo. "Não vi nada de irregular no gol do Gladstone que ele anulou. Não houve impedimento nem falta no goleiro", disse o brasileiro.O lance reclamado por Renê Weber ocorreu aos 24 minutos do primeiro tempo. Depois da cobrança de um escanteio, o zagueiro do Cruzeiro esticou o pé direito e empurrou para a rede. Mas o árbitro marcou jogo perigoso e anulou o gol.A partida mostrou um Brasil incapaz de variar as jogadas para confundir a marcação. No primeiro tempo, a seleção viveu exclusivamente dos avanços do lateral-direito Rafinha. No segundo, o jogador do Coritiba foi abandonado e os ataques se concentraram no lado esquerdo, com combinações entre Fábio Santos e Rafael Sobis ou Ernane.Os nigerianos criaram alguns problemas para a defesa brasileira com jogadas em velocidade. E na marcação mostraram uma disposição até exagerada, tanto que no primeiro tempo quatro jogadores receberam cartão amarelo - no segundo, mais dois foram advertidos. A melhor chance da equipe africana na partida foi criada aos 18 minutos da segunda etapa, quando Renan fez uma defesa impressionante em cabeçada de Ogbuke.O meio-de-campo do Brasil não conseguiu alimentar os atacantes. O único que criou algumas jogadas foi o meia Ernane, do Bahia. Renê Weber tentou melhorar o rendimento do setor trocando Diego por Arouca e Evandro por Renato. Também mexeu na frente, colocando Quirino em lugar de Rafael Sobis.Assim, nos últimos 15 minutos, a equipe brasileira desperdiçou duas chances claras. Na primeira, Diego Tardelli entrou livre, tocou por cima do goleiro e o zagueiro da Nigéria salvou. Na segunda, Quirino invadiu a área e chutou em cima do goleiro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.