Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Brasil encara Argentina no hexagonal final do Sul-Americano

O Brasil tem nesta sexta-feira seu primeiro desafio no hexagonal final do Sul-americano sub-20 disputado no Paraguai. A seleção encara a Argentina, às 23 horas, com transmissão da Bandeirantes e da ESPN Brasil. Os dois primeiros colocados nessa fase se classificarão para as Olimpíadas de Pequim, em 2008.Na opinião da equipe brasileira, a maior preocupação em relação à partida é a velha catimba argentina. O técnico Nelson Rodrigues alertou os jogadores para não entrarem na provocação do rival. Ele pediu para que eles evitem revidar as provocações. ?Sempre que caímos nisso, perdemos o jogo?, afirmou o treinador. ?Este é o jogo deles, não o nosso?, completou.Para o volante Roberto, a seleção não terá problemas quanto à catimba. ?Quando estão perdendo, eles costumam dar porrada, cuspir e distribuir carrinhos, mas estamos preparados para tudo?, disse.Para Rodrigues, o resultado da partida dará a tônica de como o Brasil jogará até o fim da competição. ?Essa é uma partida muito importante. Precisamos vencer para o grupo não desanimar.?Após a Argentina, o Brasil enfrentará o Chile no domingo. O horário desse jogo foi alterado, passando das 23 horas (horário de Brasília) para as 20h50. No dia 23, o Brasil enfrentará o Uruguai, às 23 horas. Dia 25 enfrenta o Paraguai, também às 23h.O último jogo, contra a Colômbia, no dia 28, ainda não teve o horário confirmado. A Conmebol divulgará a seqüência dos jogos dessa rodada apenas após o final da penúltima rodada.Crise no adversárioA Argentina não vem bem no campeonato. Em quatro jogos, o time dirigido pelo técnico Hugo Tocalli conseguiu apenas uma vitória - 6 a 0 na Venezuela -, no único jogo em que seu time apresentou um bom futebol.Nas outras partidas, foram dois empates (1 a 1 com o Equador e 3 a 3 com o Uruguai) e uma derrota (2 a 1 para a Colômbia). O time terminou em terceiro lugar no Grupo B e por isso começa o hexagonal enfrentando o Brasil (1.º do Grupo A).Apesar de estar desfalcado de seus principais jogadores - os atacantes Messi, do Barcelona, Agüero, do Atlético de Madrid, e Higuaín, do Real Madrid - e sofrer para conquistar a vaga para a fase final, o técnico Hugo Tocalli acredita que seu time tem grandes chances de buscar o título, ou pelo menos uma das duas vagas na Olimpíada de Pequim. ?Creio que depois das primeiras partidas que jogamos eu já tenha encontrado o time ideal.?Apesar de falar em "time ideal", o treinador sabe que sua equipe ainda tem alguns defeitos, principalmente na defesa. ?É um setor que precisamos melhorar?, revela, com respeito pelo rival desta sexta-feira. ?O Brasil tem bons jogadores, toca bem a bola e tem atacantes rápidos. É um clássico importante, de respeito mútuo?, concluiu.

Agencia Estado,

19 de janeiro de 2007 | 07h57

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.