Wilton Júnior/Estadão - 23/8/2012
Wilton Júnior/Estadão - 23/8/2012

Brasil enfrenta a Colômbia em amistoso

Seleção faz sua 1000.ª partida da história nesta quarta-feira, às 22h30, em Nova Jersey

AE, Agência Estado

14 de novembro de 2012 | 08h06

NOVA JERSEY - Pouco mais de dois anos depois de sua primeira partida como técnico do Brasil, Mano Menezes comandará nesta quarta-feira a seleção brasileira pela terceira vez em Nova Jersey, com um histórico de uma vitória contra os Estados Unidos e uma derrota contra a Argentina nos dois jogos anteriores. Às 22h30 (de Brasília, com transmissão da rádio Estadão ESPN), no estádio MetLife, o adversário será a Colômbia, em terceiro lugar nas Eliminatórias da América do Sul para a Copa do Mundo de 2014.

Daquele primeiro time que derrotou os Estados Unidos em agosto de 2010, cinco jogadores devem entrar em campo contra os colombianos - o lateral-direito Daniel Alves, os zagueiros David Luiz e Thiago Silva, o volante Ramires e o atacante Neymar. "Acho normal ficarmos com este porcentual de jogadores remanescentes. Alguns se confirmaram e outros, não", disse o técnico Mano Menezes, nesta terça, em entrevista coletiva.

Ao todo, o treinador já convocou 102 jogadores ao longo destes dois anos e meio para 31 partidas. Mano Menezes argumenta que o número elevado se deveu em parte às partidas contra a Argentina pelo Superclássico das Américas, pois apenas pode utilizar atletas atuando no Brasil. Na avaliação dele, neste período a seleção atingiu o nível 7 ou 8 em uma escala de zero a 10.

O adversário desta quarta em Nova Jersey, no que a CBF afirma ser a milésima partida da seleção brasileira, é um dos mais complicados ao longo dos 28 meses de Mano Menezes no comando do time. Segundo o técnico, "será uma equipe que exigirá muito da gente e tem um padrão sul-americano, com mais competitividade".

De acordo com Mano Menezes, o atacante Falcao Garcia, da Colômbia, "necessitará um cuidado especial". Neymar também avalia que será uma partida difícil. "Eles estão muito fortes. Não queremos perder de jeito nenhum e seria como um jogo valendo três pontos", afirmou o jogador santista.

O Brasil vem de seis vitórias seguidas desde as Olimpíadas. Mas alguns adversários eram extremamente fracos como a China e o Iraque. A Argentina, derrotada no Superclássico das Américas, tampouco contava com seus principais jogadores que atuam na Europa, como Lionel Messi. No último jogo, contra o Japão, na Polônia, em outubro, o Brasil goleou por 4 a 0.

A partida contra a Colômbia, além de não ter destaque na imprensa norte-americana, tampouco conseguiu atrair fãs para a porta do hotel da seleção, diferentemente de outras ocasiões. Nenhum torcedor estava no local da concentração da seleção para conseguir autógrafos e ainda havia muitos ingressos à venda nesta terça. À noite, o time treinou no estádio Metlife, onde atuam as equipes de futebol americano do Giants e do Jets.

BRASIL - Diego Alves; Daniel Alves, Thiago Silva, David Luiz e Leandro Castán; Paulinho, Ramires, Oscar e Kaká; Thiago Neves e Neymar. Técnico: Mano Menezes.

COLÔMBIA - David Ospina; Gilberto García, Perea, Yepes e Armero; Valencia, Cuadrado, Macnelly Torres e James Rodríguez; Falcao García e Teófilo Gutiérrez. Técnico: José Pekerman.

Árbitro - Não divulgado. Horário - 22h30 (de Brasília); TV - Globo e SporTV. Rádio - Estadão ESPN (AM 700/FM 92,9). Local - Estádio MetLife, em Nova Jersey (EUA).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.