Brasil entra em campo já pensando nas oitavas-de-final

Já classificado para as oitavas-de-final, o Brasil entra em campo nesta quinta-feira para enfrentar o Japão, no Westfalenstadion, em Dortmund, tentando garantir o primeiro lugar do Grupo F da Copa do Mundo. O jogo será às 16 horas (horário de Brasília) e terá transmissão ao vivo da Globo, SporTV, ESPN Brasil e Bandsports.Mesmo com a necessidade de um bom resultado para terminar em primeiro lugar no grupo, o técnico Carlos Alberto Parreira está mais preocupado em preparar a seleção brasileira para a segunda fase da Copa. ?O momento entre as oitavas e as quartas-de-final é crucial na caminhada rumo ao título. Depois, a partir das semifinais, vai no embalo?, disse o treinador. Por isso mesmo, Parreira pode poupar alguns jogadores que estão pendurados com cartão amarelo - a seleção tem quatro nessa situação (Ronaldo, Emerson, Cafu e Robinho). Ele preferiu fazer mistério e disse que só irá revelar a escalação momentos antes do jogo, mas Emerson e Cafu devem ficar na reserva - seriam substituídos por Gilberto Silva e Cicinho.O caso de Ronaldo, o outro titular que está pendurado, é diferente. Como ele ainda precisa de ritmo de jogo, para recuperar sua forma física e técnica, Parreira deve mantê-lo no time. Dessa forma, o atacante terá nova chance para provar que merece a confiança do treinador, após as duas fracas atuações que teve até agora. Ele conta com apoio total do técnico. "O Ronaldo é um excelente jogador e está em evolução. Ele é uma estrela, um grande jogador. Estamos apostando nele e vamos lhe dar todas a oportunidades de se recuperar. Vale a pena investir no Ronaldo por tudo o que ele representa e pela diferença que pode fazer numa partida", tem afirmado constantemente o técnico.EvoluçãoAssim como Ronaldo, a seleção brasileira ainda não jogou tudo o que se espera dela nessa Copa. Os jogadores dizem que não estão preocupados em dar show e que o importante é apenas a vitória. Mas eles também prometem melhorar no jogo com o Japão, depois de já crescerem de produção entre a estréia contra a Croácia e a partida com a Austrália.A principal justificativa para o futebol sem brilho apresentado até agora foi a forte marcação dos adversários. Mas, dessa vez, como o Japão precisa da vitória para seguir na Copa, os brasileiros esperam encontrar mais espaço para jogar. ?A tendência é crescer de produção?, avisou Ronaldinho Gaúcho.Dessa maneira, evoluindo a cada jogo, o Brasil espera passar pelo Japão nesta quinta-feira - de preferência, com um futebol bonito -, garantir o primeiro lugar do grupo e chegar embalado nas oitavas-de-final. ?Aí, não importa o adversário. Temos que estar preparados para quem vier?, afirmou Parreira.A conta é simplesPara terminar em primeiro lugar, a seleção precisa de um empate com o Japão, que é comandado pelo técnico brasileiro Zico. Afinal, o Brasil venceu Croácia (1 a 0) e Austrália (2 a 0) nas duas rodadas iniciais e soma 6 pontos, na liderança do Grupo F - australianos têm 3, enquanto croatas e japoneses conseguiram apenas 1. ?Queremos ficar em primeiro lugar, mas é um jogo (contra o Japão) sem riscos para nós. Não temos a pressão de precisar da classificação.?Ficha técnicaBrasil x JapãoBrasil: Dida; Cafu (Cicinho), Lúcio, Juan e Roberto Carlos; Emerson (Gilberto Silva), Zé Roberto, Kaká e Ronaldinho Gaúcho; Ronaldo e Adriano. Técnico: Carlos Alberto Parreira.Japão: Kawagushi; Kaji, Komano, Tsuboy e Alex Santos; Fukunishi, Endo, Nakata e Inamoto; Oguro e Takahara. Técnico: Zico.Juiz: Eric Poulat (FRA)Horário: 16 horas (de Brasília)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.