Brasil estréia com goleada no Pré-Olímpico

O técnico Ricardo Gomes queria um time voando na estréia e o que se viu foi uma seleção brasileira avoada no início, embora diante de uma frágil Venezuela. Mesmo assim, o time se impos no tempo final e venceu por 4 a 0, na madrugada desta quinta-feira, no Estádio Municipal de Concepción, pelo Grupo A do Torneio Pré-Olímpico. O Brasil é o líder com com 3 pontos, ao lado do Chile ? derrotou o Uruguai por 3 a 0 ? mas com um gol de vantagem. A seleção brasileira volta a campo nesta sexta-feira para enfrentar o Paraguai. Além do nervosismo natural da estréia, em algum momento do primeiro tempo o treinador brasileiro deve ter lamentado a ausência de um atacante de definição, um centroavante matador, talvez Adriano, que o italiano Parma teimou em não liberar. Escalou três jogadores talentosos no ataque, é verdade, mas nenhum deles com a característica de homem de área. Talvez aí a razão de, mesmo desordenado em campo, ainda um tanto desentrosado, o Brasil ter desperdiçado algumas oportunidades, em boas jogadas pelas laterais, especialmente com Robinho e Diego. A Venezuela até se assanhou vez ou outra, chegou a ameaçar o gol de Gomes, mas continuou a desfilar sua fragilidade também no segundo tempo. Quanto ao Brasil, só poderia mesmo melhorar, bastava ousar um pouquinho mais. E a seleção cresceu exatamente com a produção mais efetiva de Diego, no início muito preocupado em cair e cavar faltas. O santista abriu o marcador logo no início do segundo tempo, depois de passe de Robinho, e o time entrou no ritmo. Dagoberto, aos 13, depois de cruzamento de Daniel Carvalho, fez 2 a 0 e pôs definitivamente ordem na casa. É bem verdade que um pênalti mandrake marcado pelo árbitro Fernando Paneso, do desajeitado Edu Dracena em Maldonado, quase atrapalhou os planos, mas Mea Vitali chutou na trave. Depois, só deu Brasil, mesmo com a saída de Diego, Daniel Carvalho e Dagoberto. Robinho ampliou, de pênalti (Rodriguez em Maicon), aos 28, e Marcel definiu a goleada ? 4 a 0 ? aos 44.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.