Brasil fica sem meio-campistas em eleição de seleção

A Fifa e a Federação Internacional dos Jogadores Profissionais (FIFPro) anunciaram nesta quinta-feira uma lista de 15 meio-campistas que concorrerão a três lugares na seleção mundial do ano eleita pelas duas entidades. Essa listagem não conta com nenhum jogador brasileiro entre os candidatos, sendo que seis espanhóis estão nesta disputa: Xabi Alonso, do Real Madrid, Sergio Busquets, Cesc Fàbregas, Andrés Iniesta e Xavi, todos do Barcelona, e David Silva, do Manchester City.

AE, Agência Estado

26 de novembro de 2012 | 13h24

Os espanhóis, por sinal, lideram com folga o número de indicados para este setor do campo da seleção mundial, cuja lista completa de 55 atletas finalistas em todas as posições será anunciada na próxima quinta-feira. No mesmo dia, os 15 atacantes candidatos serão revelados e completarão a listagem que vem sendo divulgada aos poucos desde a semana passada, quando foram conhecidos, em dias diferentes, cinco concorrentes a melhor goleiro e 20 a melhores defensores (dois laterais e dois zagueiros).

Bem atrás da Espanha no número de meio-campistas candidatos aparecem empatados dois alemães - Mesut Özil (Real Madrid) e Bastian Schweinsteiger (Bayern de Munique) - e dois ingleses - Steven Gerrard (Liverpool) e Frank Lampard (Chelsea). Além deles figuram como indicados o belga Eden Hazard (Chelsea), o croata Luka Modric (Real Madrid), o italiano Andrea Pirlo (Juventus), o francês Franck Ribéry (Bayern de Munique) e o marfinense Yaya Touré (Manchester City).

Entre os brasileiros que poderiam entrar no grupo de candidatos meio-campistas está Oscar, do Chelsea, que vem aparecendo com maior destaque nos últimos tempos, mas acabou tendo o seu bom momento no clube inglês e na seleção brasileira ignorado nesta disputa.

A seleção mundial terá os seus 11 nomes revelados na cerimônia de gala da Bola de Ouro da Fifa, em 7 janeiro de 2013, quando será conhecido o vencedor do prêmio de melhor jogador do mundo de 2012. A seleção terá a presença de um goleiro, quatro defensores, três meio-campistas e três atacantes, e eles serão eleitos em um pleito que contará com a participação de mais de 50 mil jogadores filiados às organizações que formam a FIFPro.

Em 2011, os 11 jogadores eleitos na votação da Fifa e da FIFPro que formaram a seleção ideal do ano foram os seguintes: Casillas (Real Madrid); Sergio Ramos (Real Madrid), Piqué (Barcelona), Vidic (Manchester United) e Daniel Alves (Barcelona); Iniesta (Barcelona), Xavi (Barcelona) e Xabi Alonso (Real Madrid); Messi (Barcelona), Rooney (Manchester United) e Cristiano Ronaldo (Real Madrid).

Tudo o que sabemos sobre:
futebolFifaseleção mundial

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.