Brasil leva vantagem em duelos contra africanos em Copas

Enfrentar uma seleção africana em Copa do Mundo nunca foi problema para o Brasil, que tem um ótimo retrospecto: 4 vitórias, 10 gols a favor e nenhum contra. Mas todos os quatro jogos foram realizados na fase inicial. A partida desta terça-feira será a primeira em que a seleção brasileira encara os africanos em um mata-mata.Em 1974, também na Alemanha, os atuais campeões do mundo fizeram 3 a 0 no Zaire, em Frankfurt, gols de Jairzinho, Rivellino e Valdomiro. Doze anos depois, no México, a partida foi contra a Argélia, e a vitória veio com um gol de Careca, no segundo tempo.Na Copa em que o Brasil conquistou o tetra, em 1994, nos EUA, a vítima africana foi Camarões. Romário, Márcio Santos e Bebeto anotaram os gols do triunfo de 3 x 0, placar que se repetiu em 1998, na França, contra Marrocos. O atacante Bebeto deixou sua marca mais uma vez; Ronaldo e Rivaldo também balançaram as redes.A seleção de Gana já cruzou o caminho do Brasil na Olimpíada de 1996, em Atenas. Poucos torcedores se lembram da vitória por 4 a 2 nas quartas-de-final, porque o que ficou na memória da torcida foi o vexame na fase seguinte, contra um outro time africano. O Brasil vencia a Nigéria por 3 a 1, permitiu o empate e levou a virada na prorrogação, gol de Kanu. Uma vergonha para a seleção que era favorita e tinha no grupo jogadores como Dida, Roberto Carlos e Ronaldo. Na competição seguinte, em Sydney, mais uma vez os africanos foram os responsáveis pela eliminação dos brasileiros: derrota para Camarões (2 a 1), nas quartas-de-final. Um outro vexame da seleção olímpica.A lembrança da última vez que o Brasil enfrentou os africanos não é das melhores. Há três anos, na estréia da Copa das Confederações, na França, a equipe do técnico Parreira perdeu para Camarões por 1 a 0. Dentre os titulares naquele jogo estavam Dida, Lúcio, Juan, Emerson, Ronaldinho Gaúcho e Adriano. Que o resultado deste jogo seja diferente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.