Mosquito fez três gols
Mosquito fez três gols

Brasil massacra Eslováquia na estreia no Mundial Sub-17

Mosquito brilha e lidera a seleção na goleada por 6 a 1

AE, Agência Estado

17 de outubro de 2013 | 12h13

ABU DABI - A seleção brasileira estreou com uma goleada no Mundial Sub-17, realizado nos Emirados Árabes Unidos. Nesta quinta-feira, em Abu Dabi, a equipe massacrou a Eslováquia por 6 a 1, em partida válida pela primeira rodada do Grupo A, com destaque para o atacante Mosquito, do Atlético Paranaense, pivô recente de uma polêmica no futebol nacional, autor de três gols. Formado nas categorias de base do Vasco, Mosquito acabou se transferindo para o Atlético-PR, o que causou boicote de outras equipes ao clube de Curitiba, excluído da última edição do Campeonato Brasileiro Sub-17. E o atacante também ficou quase um ano sem entrar em campo por causa do imbróglio.

Nesta quinta, porém, Mosquito brilhou e liderou o Brasil na goleada sobre a Eslováquia. O atacante marcou os dois primeiros gols da seleção na partida, aos 17 e aos 31 minutos do primeiro tempo, e também o último, aos 25 minutos, ao converter cobrança de pênalti. O meia-atacante Nathan, também do Atlético-PR, fez dois gols, aos 47 minutos do primeiro tempo e aos seis minutos da etapa final. O meia-atacante Caio, do Flamengo, também marcou para o Brasil, aos 11 minutos. O gol da Eslováquia foi de Vavro, aos 23 minutos do segundo tempo.

Dona de três títulos mundiais, conquistados em 1997, 1999 e 2003, a seleção brasileira Sub-17 foi dirigida nesta quinta por Maurício Copertino, pois o técnico Alexandre Gallo cumpriu suspensão por expulsão em partida do Sul-Americano e precisou permanecer na arquibancada do estádio. Após a boa vitória, o Brasil volta a entrar em campo no próximo domingo, quando vai enfrentar a seleção dos Emirados Árabes Unidos, também em Abu Dabi, pela segunda rodada do Grupo A.Em outro jogo disputado nesta quinta no Mundial Sub-17, a seleção do Uruguai goleou a Nova Zelândia por 7 a 0, pelo Grupo B.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.