Thais Magalhães/ CBF
Thais Magalhães/ CBF

Brasil oscila, mas goleia Venezuela no Torneio Internacional de futebol feminino

Seleção tem início ruim na Arena da Amazônia, mas se recupera e conquista vitória; Marta participa do jogo no segundo tempo

Redação, Estadão Conteúdo

28 de novembro de 2021 | 23h12

A seleção brasileira feminina de futebol venceu mais uma no Torneio Internacional de Manaus, na noite deste domingo. A equipe de Marta, que entrou apenas no segundo tempo, abusou dos erros no primeiro tempo, oscilou ao longo da partida, mas goleou a Venezuela por 4 a 1, em jogo do quadrangular amistoso disputado na Arena da Amazônia.

Foi o segundo jogo das brasileiras na competição, que encerra a temporada da seleção feminina. No anterior. Na noite de quinta, havia goleado a Índia por 6 a 1, em partida que marcou a despedida oficial da volante Formiga da seleção. A equipe nacional se despede do torneio e do ano na quarta-feira, diante do Chile, novamente na Arena da Amazônia.

Apesar do favoritismo, a seleção começou mal a partida deste domingo, com erros seguidos em todos os setores nos primeiro 15 minutos. As falhas em série custaram caro logo aos 2 minutos. As brechas na defesa permitiram a Villamizar disparar pela direita, entrar na área e finalizar com perigo. A goleira Lorena deu rebote e a própria Villamizar completou para as redes.

Mais organizada em campo, a Venezuela quase anotou o segundo gol aos 8, quando Castellanos finalizou de longe e mandou rente à trave esquerda da goleira brasileira. A situação só se acalmou aos 19, quando o Brasil buscou o empate, em lance de bola parada. Após cobrança de escanteio, Kerolin escorou de cabeça para as redes.

Apesar do empate, a seleção seguia com dificuldades em campo. Sofria para armar boas jogadas no ataque. E o gol da virada acabou saindo novamente da bola parada. Aos 24, Debinha cobrou falta na área e Gabi Nunes desviou para as redes, de cabeça, na primeira trave.

Aos trancos e barrancos, o Brasil deslanchou apenas aos 39, quando Kerolin anotou o terceiro gol das anfitriãs. Seis minutos depois, Debinha aproveitou vacilo na saída de bola das venezuelanas e marcou o quarto gol brasileiro. O placar, contudo, não refletia exatamente o que tinha sido o primeiro tempo em Manaus.

Para o segundo tempo, a técnica Pia Sundhage voltou a fazer testes na equipe, como fizera no amistoso anterior. Colocou em campo logo no início Júlia Bianchi, Giovana e Yasmim. A partir dos 20, colocou nova leva em campo, incluindo a atacante Marta, para alegria da torcida. Ivana Fuso também entrou na partida.

As mudanças deixaram a equipe de Pia mais ofensiva. Aos 33, Gio carimbou o travessão. Dez minutos depois, Geyse fez linda jogada individual ao disparar pela esquerda, invadir a área e bater rente à trave da goleira Cáceres. Aos 48, Geyse teve outra chance e mandou para as redes, mas a arbitragem anulou o lance.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.