Andre Penner/AP
Andre Penner/AP

Brasil pega EUA por 3.º título da Copa das Confederações

Seleção de Dunga encara os norte-americanos a partir das 15h30 (de Brasília) na final na África do Sul

Luiz Antônio Prósperi e Silvio Barsetti - Agência Estado,

27 de junho de 2009 | 19h26

JOHANNESBURGO - O Brasil pode conquistar, neste domingo, pela terceira vez o título da Copa das Confederações, um torneio criado pela Fifa nos anos 90 e que não é levado muito a sério pelas equipes europeias. O adversário é a seleção dos Estados Unidos, sem nenhuma tradição no futebol mundial. O jogo vai ser disputado às 15h30 (de Brasília), no Ellis Park Stadium, em Johannesburgo. O confronto terá cobertura online do estadao.com.br.

Veja também:

linkMesmo gripado, Luís Fabiano garante presença na final

linkRonaldinho ainda tem seu papel na Seleção Brasileira, diz Dunga

linkJúlio César sonha com novo título pela seleção

linkFrio marca último treino do Brasil antes da final

linkDunga minimiza números e prega respeito aos EUA

Copa das Confederações 2009 - tabela Classificação

Copa das Confederações 2009 - lista Calendário

especial Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão

Firme no cargo, o técnico Dunga, campeão da Copa América de 2007, pode repetir a trajetória do Brasil antes do Mundial de 2006. Com Carlos Alberto Parreira, a seleção também venceu o torneio continental e a última edição da Copa das Confederações.

Um empate leva a decisão para uma prorrogação de 30 minutos. Se nesse tempo extra persistir a igualdade, o campeão será conhecido após cobranças de pênaltis. Todos, público e atletas dos dois times, torcem para que nada disso seja necessário. Pois a temperatura em Johannesburgo cai rapidamente de noite e com um pouco de vento a sensação térmica é muito desagradável.

Os sul-africanos vão levar suas vuvuzelas (cornetas) para incentivar os brasileiros. Esperam uma final emocionante, com jogadas de efeito principalmente de Kaká e Robinho. Já Dunga, avesso a espetáculos, exige objetividade para alcançar o título.

Ele vai levar a campo oito virtuais titulares da seleção no Mundial de 2010. As vagas em aberto estão na lateral direita, posição em que Maicon e Daniel Alves prometem uma disputa acirrada até o ano que vem; na lateral esquerda, hoje mais para André Santos; e no meio, com vantagem de Ramires sobre Elano.

"O Brasil não veio à África do Sul para passear. Nossa equipe entra em todas as competições com o objetivo de vencer", declarou o treinador. O outro título da seleção brasileira é de 1997, quando a Copa das Confederações foi disputada na Arábia Saudita.

Do lado norte-americano, o técnico Bob Bradley já se dá por satisfeito com a façanha de ter eliminado a poderosa Espanha na semifinal. Quer evidentemente o título, mas sabe que um raio não cai duas vezes num mesmo lugar.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.