Brasil pode encarar Argentina em outubro

O técnico da seleção brasileira, Carlos Alberto Parreira, quer realizar um amistoso no dia 12 de outubro, data disponibilizada pela Fifa. Para poder aproveitar os atletas que atuam por clubes estrangeiros, o treinador explicou que o confronto, se realizado, será disputado na Europa. Uma das possibilidades de adversário é a Argentina. ?A Argentina foi uma possibilidade, que ainda não evoluiu. E seria bom enfrentá-los porque as duas equipes têm 70% de seus jogadores atuando na Europa, o que facilita", disse Parreira. A necessidade de o confronto ser realizado no continente europeu ocorre porque os clubes celebraram com a Fifa um acordo no ano passado para liberar seus atletas somente em amistosos no seu território. ?Argentina e Uruguai não se enfrentaram na Itália? Poderíamos fazer o mesmo." Parreira confirmou que a seleção fará um período de preparação na Granja Comary, em Teresópolis, para a terceira e quarta partidas pelas Eliminatórias da Copa do Mundo, contra Peru e Uruguai, nos dias 16 e 19, respectivamente, em novembro. O treinador enfatizou que o local é a ?casa" da equipe e, por isso, precisa ser utilizado. ?Temos o conforto e a tranqüilidade que precisamos para trabalhar. Quando saímos de lá não conseguimos treinar. Em Manaus, por exemplo, foi só festa." Sobre as cobranças em relação a boas atuações da seleção, Parreira foi enfático e recordou que o Brasil somente conseguiu se ?acertar" durante a Copa do Mundo de 2002. E, por isso, considerou muito prematura as cobranças pelo futebol que o time apresentou com ?apenas" três dias de treinos. Parreira também citou que enquanto o Brasil ainda está invicto nas Eliminatórias, sete das dez seleções que as disputam já sofreram uma derrota nas duas primeiras rodadas realizadas. E contestou as críticas de que o time não é ofensivo. ?Quem tem Ronaldo, Ronaldinho Gaúcho, Rivaldo e o Zé Roberto encostando no ataque, com os laterais que temos, não pode jogar defensivamente. A seleção agora joga para ganhar", argumentou Parreira. ?O Brasil está empanturrado de títulos, mas não saciado." Seleção de 1958 - Parreira defendeu nesta segunda-feira que a melhor seleção brasileira de todos os tempos foi a de 1958, por causa da qualidade de seus jogadores e do feito de ter conquistado um título no continente europeu (Suécia). ?Não vale contar os títulos do México, Estados Unidos, Coréia e Japão, porque eles conseguiram ganhar na Europa. E o que conta é a rivalidade entre sul-americanos e europeus."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.