Brasil se mantém na liderança do ranking da Fifa

A seleção brasileira foi confirmada, nesta sexta-feira, por mais um mês na liderança do ranking da Fifa. O país, que terminou em primeiro lugar as Eliminatórias Sul-Americana da Copa do Mundo de 2010 e conquistou o título da última edição da Copa das Confederações, tem 1.632 pontos, apenas três à frente da vice-líder Espanha.

AE, Agencia Estado

16 de outubro de 2009 | 08h41

A Holanda se manteve no terceiro lugar, com 1.340 pontos, enquanto a Alemanha perdeu a quarta posição para a Itália. Já a Argentina, que ganhou os seus dois últimos jogos nas Eliminatórias do Mundial, subiu duas colocações e agora ocupa o sexto posto.

Entre as dez primeiras seleções, a Croácia e a França subiram uma posição cada uma e agora ocupam a oitava e a nona colocações, respectivamente. Neste grupo dos dez melhores, Portugal conquistou a maior ascensão neste mês, galgando sete posições e assumindo a décima colocação, depois de vencer os seus dois últimos confrontos e assegurar vaga na repescagem das Eliminatórias Europeias do Mundial.

Entre as 50 primeiras colocadas, cinco seleções subiram mais de dez posições no ranking da Fifa, entre elas a de Camarões, que escalou 15 postos e agora está em 14.º, figurando como o país africano mais bem colocado.

Vinte e três seleções já asseguraram vaga na Copa do Mundo de 2010, sendo que 13 delas estão entre os 20 primeiros colocados. A África do Sul, anfitriã do próximo Mundial e que é comandada pelo brasileiro Joel Santana, está apenas em 85.º lugar. O país caiu 12 posições em relação ao ranking divulgado anteriormente.

Os dez primeiros do ranking da Fifa:

1.º Brasil, 1632 pontos

2.º Espanha, 1629

3.º Holanda, 1340

4.º Itália, 1215

5.º Alemanha, 1161

6.º Argentina, 1103

7.º Inglaterra, 1101

8.º Croácia, 1087

9.º França, 1049

10.º Portugal, 1042

Tudo o que sabemos sobre:
futebolranking da Fifa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.