Brasil Sub-20 ganha vaga com gol de ouro

O volante Dudu Cearense foi o herói da vitória da seleção brasileira sub-20 sobre a Eslováquia, por 2 a 1, pela oitava-de-final do Mundial da categoria, nos Emirados Árabes, em Sharjah. Ele marcou o gol de empate, nos últimos minutos da partida e depois, na prorrogação, foi o autor do "gol de ouro", garantindo a classificação do Brasil às quartas-de-final da competição. Na sexta-feira, o time decide com o Japão uma das vagas à semifinal, em Dubai, às 15 horas (horário de Brasília). "O jogo foi difícil e serviu para unir ainda mais o grupo em busca deste título", afirmou o atacante Daniel Carvalho. "A equipe japonesa é muito rápida e entrosada. Vamos partir para cima dos japoneses e mostrar o futebol brasileiro com todas as suas qualidades." A seleção voltou a desperdiçar inúmeras oportunidades de gol ao longo de todo o jogo, principalmente no primeiro tempo. A superioridade brasileira era visível, enquanto a Eslováquia optou por atuar defensivamente e abusou das faltas, cometendo um total de 30 contra 17 do Brasil. Apesar do domínio, o time brasileiro voltou a sentir a falta de um atleta capaz de fazer a ligação entre o meio-de-campo e o ataque. "O mais importante é que a equipe está seguindo em frente e melhorando a cada jogo. Mas precisamos render mais", disse o técnico da seleção, Marcos Paquetá, que ainda elogiou os eslovacos. "Encontramos um adversário que jogou com o coração e de igual para igual." No segundo tempo, a história da etapa inicial se repetiu. O Brasil continuou a desperdiçar gols. O castigo para tantas oportunidades perdidas veio aos 15 minutos, quando Zofcak cobrou um escanteio e Filip Sebo, que acabara de entrar, abriu o placar, de cabeça. Em desvantagem no marcador, o Brasil passou a tentar o empate de qualquer maneira. Paquetá modificou o time tirando o atacante Nilmar e o meia Andrezinho para a entrada de Dagoberto e Juninho, respectivamente. As alterações deram resultado e melhoraram a equipe. De tanto tentar, aos 37 minutos, Daniel Carvalho cruzou e Dudu Cearense aproveitou falha do zagueiro para igualar o marcador. O Brasil ainda teve tempo para virar o placar e, assim, fugir da prorrogação, mas Dagoberto errou um chute e acertou a bola na trave. Nos acréscimos, o eslovaco Kopunek agrediu Juninho e foi expulso pelo juiz Iturralde Gonzales. Se durante o tempo normal os eslovacos apenas tocaram a bola, na prorrogação foi visível o desejo de levar a decisão para a disputa de pênaltis. Mas, aos 4 minutos, Kléber tocou a bola para Dudu Cearense, que chutou de perna direita, sem marcação, para garantir a vitória e assegurar a classificação. "Antes da partida trabalhei a parte emocional dos jogadores", contou Paquetá. "Mostrei para eles mensagens de seus pais, cartas e e-mails enviados dando força à seleção." Com os outros resultados de hoje, Espanha 1 x 0 Paraguai; Emirados Árabes 1 x 0 Austrália; e Colômbia 3 x 2 Irlanda, a quarta-de-final terá os seguintes confrontos, todos na sexta-feira: Brasil x Japão; Canadá x Espanha; Estados Unidos e Argentina; e Emirados Árabes x Colômbia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.