Wilton Junior/Estadão
Wilton Junior/Estadão

Brasil vai enfrentar o Peru no sábado e também em amistoso nos EUA no mês de setembro

CBF confirma amistoso diante do time de Paolo Guerrero no dia 10 de setembro em Los Angeles

Redação, O Estado de S.Paulo

19 de junho de 2019 | 19h07

Adversário da seleção brasileira na última rodada da fase de grupos da Copa América, o Peru vai reencontrar o Brasil em amistoso nos Estados Unidos na próxima data Fifa. O jogo será no dia 10 de setembro (terça-feira), no Los Angeles Memorial Coliseum, nos Estados Unidos. Hoje, o Peru alcançou outro patamar no futebol sul-americano. Depois de ocupar durante décadas o último pelotão ao lado de Venezuela e Bolívia, o time peruano já ocupa posição intermediária.

Este será o segundo amistoso programado para o período. O Brasil também já anunciou duelo contra a Colômbia quatro dias antes, no dia 6 de setembro, no Hard Rock Stadium, em Miami. Esses serão os dois primeiros compromissos da Seleção Brasileira após a Copa América. 

Sábado, na Arena Corinthians, as duas equipes se enfrentam na definição do Grupo A pela classificação para as quartas de final. As duas seleções lideram a chave com quatro pontos. A Venezuela é a terceira colocada com dois pontos. Serão classificados à próxima fase os dois primeiros colocados de cada chave e os dois melhores terceiros colocados.

Há quatro anos como treinador da seleção, o argentino Ricardo Gareca manteve a base do time que foi à Copa de 2018, encerrando um jejum de 36 anos sem participar de um Mundial. Dos 11 titulares da vitória por 3 a 1 sobre a Bolívia, no Maracanã, apenas os zagueiros Zambrano e Abram não estiveram na Rússia. 

O grande destaque é o atacante Paolo Guerrero, que defende o Internacional depois de ter passado por Corinthians e Flamengo. Existem bons coadjuvantes como o meia Cueva, ex-São Paulo e atualmente no Santos, e o veterano Farfán, de 34 anos. 

A seleção brasileira tem uma vantagem considerável no retrospecto dos confrontos contra o Peru. Foram 30 vitórias para o País, nove empates e apenas quatro vitórias dos peruanos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.