Yuri Mamute/Carlos Lebrato/EFE
Yuri Mamute/Carlos Lebrato/EFE

Brasil vence a primeira no hexagonal final do Sul-Americano Sub-20

Mesmo com futebol abaixo da crítica, time de Gallo derrota Paraguai com gols de Yuri Mamute e Marcos Guilherme

Estadão Conteúdo

29 de janeiro de 2015 | 20h10

O futebol mostrado ainda esteve longe de agradar, mas pelo menos o Brasil venceu pela primeira vez no hexagonal final do Sul-Americano Sub-20, que está sendo realizado no Uruguai. Com gols de Yuri Mamute e Marcos Guilherme no segundo tempo, o time bateu o Paraguai por 2 a 0, no estádio Parque Central, em Montevidéu, e chegou aos quatro pontos em duas rodadas - havia empatado com o Uruguai na estreia por 0 a 0.

Mais uma vez a formação escolhida pelo técnico Alexandre Gallo - que, por estar suspenso, foi substituído à beira do campo por seu auxiliar Maurício Copertino - não funcionou. O meio de campo formado por Thiago Maia, Lucas Evangelista e Gabriel não conseguia criar jogadas com a bola no chão e os atacantes Marcos Guilherme, Thalles e Yuri Mamute tentavam se virar com as bolas divididas que recebiam.

O Paraguai só se defendia e segurou o jogo sem grandes sustos até os 20 minutos do segundo tempo - quando a defesa bobeou em uma cobrança de escanteio e deixou Yuri Mamute livre para marcar. Antes, o Brasil havia perdido duas grandes oportunidades - uma com Marcos Guilherme, que chutou a bola na trave, e outra com Thalles, em chance salva em cima da linha por zagueiro paraguaio.

Aos 31 minutos, Gérson entrou no lugar de Gabriel e em seu primeiro lance mostrou que não pode ficar fora do time. Com visão de jogo e precisão, fez um lançamento longo e deixou Marcos Guilherme livre para invadir a área e marcar. Foi o quarto gol do jogador do Atlético Paranaense na competição.

Dois jogadores tomaram o segundo cartão amarelo nesta quinta-feira e não poderão enfrentar a Argentina neste domingo, pela terceira rodada: Thiago Maia e Yuri Mamute. Lucas Evangelista saiu com dor na coxa direita e é dúvida. Kenedy e Walace, que cumpriram suspensão, podem voltar ao time.

Antes do jogo, os jogadores brasileiros e paraguaios entraram com uma faixa mostrando repúdio ao racismo. No jogo de domingo contra o Uruguai, Marcos Guilherme acusou o camisa 7 da seleção anfitriã, Facundo Castro, como autor de injúrias contra ele.

Neste hexagonal final, os quatro primeiros colocados se classificação ao Mundial Sub-20, que será na Nova Zelândia, entre maio e junho deste ano. O torneio também vale como um pré-olímpico. Sem contar o Brasil, que já está garantido por ser sede dos Jogos em 2016, o melhor colocado terá vaga direta e o segundo irá para uma repescagem contra um país da Concacaf (Américas do Norte, Central e Caribe).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.