Brasil vence a Rússia e está na final do Mundial de Futsal

Seleção brasileira joga mal, mas consegue a vitória e volta à final da competição depois de oito anos

Redação, estadao.com.br

16 de outubro de 2008 | 12h08

 Antonio Lacerda/AE Jogadores do Brasil comemoram gol diante da Rússia; equipe está na final do Mundial de FutsalSÃO PAULO - Foi mais difícil do que o esperado, mas a seleção brasileira venceu a Rússia por 4 a 2, na manhã desta quinta-feira, no Maracanãzinho, e está na final do Mundial de Futsal, que será disputada neste domingo, às 10h30, diante da bicampeã Espanha, que também nesta quinta superou a Itália por 3 a 2 na outra semifinal do torneio.Veja também:Com gol no último segundo, Espanha bate Itália vai à final Mundial de Futsal - Classificação, calendário e resultadosGaleria de fotos - Trajetória da seleção brasileira nos MundiaisEspecial: Histórico do Brasil no MundialAgora, a seleção brasileira está muito perto de apagar a frustração das últimas duas edições do Mundial, quando ficou com o vice em 2000 e sequer chegou à final em 2004, mesmo sendo, na ocasião, a favorita ao título. Além disso, a "geração Falcão" tem a grande oportunidade de entrar para o hall de campeões mundiais comandados por Manoel Tobias.CADÊ O SHOW?O show da seleção brasileira era esperado pela torcida presente no Ginásio do Maracanãzinho, e ele parecia evidente no começo do jogo, quando o Brasil abriu 2 a 0 no placar, com gols de Schumacher e Falcão.Aos poucos, no entanto, a Rússia deixou de lado seu sistema defensivo e passou a explorar toques no meio da linha defensiva brasileira. A tática deu certo e os russos diminuíram o placar com o brasileiro naturalizado russo, Pula, que comemorou, mas seus familiares presentes conteram a euforia com medo de uma possível represália de torcedores da seleção brasileira.O clima de festa rapidamente transformou-se em tensão. Os jogadores brasileiros erravam passes em demasia e davam aos russos a chance de contra-atacar. Para piorar, jogadores como Ciço e Schumacher se machucaram, fazendo com que o técnico PC Oliveira quebrasse a cabeça para remontar o esquema tático. "Foi a hora de todo mundo fazer tudo. Perdemos quatro jogadores e tivemos que nos desdobrar", disse Falcão.Com menos de dois minutos para o término do primeiro tempo, a seleção brasileira conseguiu abrir vantagem com o gol anotado por Vinícius. A Rússia, no entanto, ainda daria aos torcedores brasileiros motivos para se preocupar.Diante de uma forte marcação, os jogadores brasileiros fizeram uma segunda etapa preocupante, dando a entender que ainda falta aplicação tática em determinados momentos, o que ficou evidente com o gol de Khamadiev, após falha geral do sistema defensivo.Com o medo impregnando a todos no Maracanãzinho, a seleção brasileira quase viu a Rússia empatar novamente com Khamadiev, que fez o mais difícil e, sozinho, acertou a trave.Ainda recuperando-se do susto, o Brasil tratou de fechar o jogo após bel roubada de bola de Lenísio, que tocou para a conclusão precisa de Gabriel. Alívio no Maracanãzinho e vaga na tão sonhada final. (Atualiazada às 14h54)

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.