Pilar Olivares/Reuters
Pilar Olivares/Reuters

Brasil vence Portugal por 3 a 2 e leva o título no Mundial Sub-20

Oscar marcou duas vezes no tempo normal e outra na prorrogação, garantindo taça e revanche

Agência Estado

21 de agosto de 2011 | 00h41

BOGOTÁ - A seleção brasileira sub-20 venceu neste sábado uma dramática partida contra Portugal e, assim, ficou com o título do Mundial Sub-20. Em noite brilhante de Oscar, a equipe comandada pelo técnico Ney Franco empatou por 2 a 2 no tempo normal e fez 1 a 0 na prorrogação, garantindo o triunfo por 3 a 2 em Bogotá, na Colômbia. Todos os gols brasileiros foram marcados pelo meia do Internacional.

Com o grande resultado deste sábado, a seleção sub-20 garantiu o pentacampeonato no Mundial Sub-20 - ganhou também em 1983, 1985, 1993 e 2003. Ainda se vingou da seleção portuguesa, algoz brasileiro na final de 1991.

Acompanhada das tribunas do estádio Nemesio Camacho pelo técnico da seleção principal, Mano Menezes, a decisão em Bogotá começou em ritmo alucinante. E a seleção brasileira precisou de apenas quatro minutos para chegar ao gol, o primeiro sofrido por Portugal após seis partidas na competição. Em falta pelo lado direito da intermediária, Oscar cruzou para a área, a bola resvalou na cabeça de Sérgio e entrou.

A alegria brasileira, no entanto, durou pouco. Quatro minutos depois, o atacante Nelson Oliveira ganhou na corrida de Juan, avançou pela direita e cruzou rasteiro para Alex, sozinho, empatar o confronto. E, logo na saída de bola, o Brasil quase fez o segundo após cruzamento na área. O goleiro Mika se atrapalhou com Mario Rui e com Willian José e a bola bateu na trave.

A partir daí, a seleção brasileira diminuiu o ritmo. Portugal marcava forte no meio-campo e criava as melhores chances, sobretudo com Nelson Oliveira. Primeiro o atacante recebeu lançamento aos 36 minutos e foi travado pelo goleiro Gabriel no momento do chute. E depois, aos 38, dominou bola na área e bateu com perigo, por cima.

No intervalo, o técnico Ney Franco promoveu duas substituições: as entradas de Allan e Negueba nos lugares de, respectivamente, Gabriel Silva e Willian José. O Brasil passou a dominar o meio-campo, embora pouco ameaçasse. Até que, aos 14 minutos, brilhou o talento de Nelson Oliveira. Novamente pela direita, ele invadiu a área e, sem ângulo, bateu cruzado. A bola aparentemente não oferecia perigo, mas Gabriel se atrapalhou e Portugal virou o confronto.

Em desvantagem, o Brasil ampliou seu domínio. Dudu também entrou no lugar do apagado Philippe Coutinho e deu mais criatividade ao meio-campo. E foi dos pés do meia que saiu o gol de empate. Em boa jogada pela esquerda, ele driblou Pelé, bateu cruzado e Mika espalmou. No rebote, Oscar fez o seu segundo na partida.

Cansadas, as duas equipes pouco criaram no primeiro tempo de prorrogação. A principal chance foi portuguesa, aos seis minutos, quando Caetano entrou sozinho na área e tentou dar um toque por cobertura. Com tranquilidade, Gabriel defendeu.

A partida parecia que se encaminharia para os pênaltis quando, mais uma vez, Oscar resolveu para a seleção. Aos cinco minutos da etapa final, o meia do Internacional recebeu pela direita e aparentemente tentou cruzar, mas a bola mudou de rumo, encobriu Mika e entrou no ângulo. Com certa tranquilidade, a equipe de Ney Franco conseguiu segurar o placar e assegurou o pentacampeonato para o Brasil. "Merecíamos ser campeão", decretou o "herói" Oscar ao término do jogo.

Ainda neste sábado, o México venceu a França de virada, por 3 a 1, e ficou com a terceira colocação do Mundial Sub-20. Lacazette abriu o placar para os franceses, mas Dávila, Enriquez e Rivera garantiram o triunfo mexicano.

Tudo o que sabemos sobre:
Mundial Sub-20BrasilPortugalfutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.