Brasileirão: conheça os líderes nas estatísticas

São Paulo é o mais indisciplinado, Corinthians tem a melhor defesa e Inter o melhor ataque

MARCIO DOLZAN, O Estado de S. Paulo

15 de julho de 2013 | 17h27

SÃO PAULO - Se é verdade que estatística não ganha jogo, os números ao menos costumam dar um bom panorama do que acontece nos campeonatos. No domingo, Rogério Ceni apontou o excesso de expulsões no time como uma das razões dos frequentes insucessos em campo. Questões técnicas à parte, o goleiro tem razão quanto destaca o alto índice de cartões vermelhos que o São Paulo já acumulou no Brasileirão - foram cinco em oito partidas, mais de um terço de todas as expulsões na competição.

Líder do campeonato com 15 pontos, o Coritiba vem se destacando pela regularidade. Ao mesmo tempo em que o ataque não marca muitos gols, a defesa se apresenta como uma das menos vazadas do campeonato. Por outro lado, a equação poucos gols marcados e muitos sofridos vem definindo os ocupantes da ponta de baixo da tabela, já que Vasco da Gama, Atlético-PR e Náutico têm as defesas mais vazadas. Confira os destaques - positivos e negativos - das estatísticas do Brasileirão.

MELHOR ATAQUE - INTERNACIONAL

Quinto colocado no Brasileirão, com 12 pontos em sete jogos, o Internacional tem o ataque mais efetivo do campeonato. O time gaúcho balançou as redes adversárias 16 vezes até o momento, alcançando a média de 2,28 gols por partida. Os números foram turbinados sobretudo nos dois jogos após o recesso para a Copa das Confederações, quando o colorado marcou oito vezes - vitórias de 5 a 3 sobre Vasco e de 3 a 2 sobre o Fluminense. Em compensação, o sistema defensivo tem se mostrado o tendão de Aquiles do time: com doze gols sofridos, o Inter tem a quinta pior defesa entre os 20 times da Série A.

PIOR ATAQUE - NÁUTICO

Não é à toa que o Náutico ocupa a lanterna da competição. O time pernambucano marcou apenas quatro gols nas sete partidas disputadas até o momento, sendo um deles na vitória sobre o Flamengo, a única da equipe no Brasileirão.

MELHOR DEFESA - CORINTHIANS

Apesar da derrota em casa para o misto do Atlético-MG, o Corinthians se mantém com a defesa menos vazada do campeonato. Em sete partidas, o time sofreu apenas quatro gols, média de 0,57 por jogo. Além disso, em três partidas o Corinthians saiu de campo sem sofrer gols. Por outro lado, o ataque corintiano vem patinando: com apenas cinco gols marcados, o time do Parque São Jorge aparece com a segunda pior artilharia, empatado com o Goiás e à frente apenas do Náutico.

PIOR DEFESA - NÁUTICO, VASCO E ATLÉTICO-PR

Além de possuir o pior ataque do campeonato, o Náutico também ostenta a pior defesa: já são 14 gols sofridos, média de dois tentos por partida. Mas o time pernambucano tem companhia nessa estatística pouco abonadora, já que o Atlético-PR e o Vasco da Gama também já levaram 14 gols cada um. Os três times ocupam a zona de rebaixamento.

MAIS DISCIPLINADO - FLAMENGO

O Flamengo é o time que menos faltas duras vem fazendo no Brasileirão. Em sete jogos, o time levou "apenas" dez cartões amarelos. Ninguém foi expulso ainda no rubronegro carioca, que ocupa a 10.ª colocação na tabela.

MENOS DISCIPLINADO - SÃO PAULO

Com a expulsão de Wellington diante do Vitória, no domingo, o São Paulo chegou a cinco cartões vermelhos em oito jogos do Brasileirão - o time já enfrentou o Bahia, em jogo antecipado da 11.ª rodada. A equipe paulista tem computados também 27 amarelos, número que chega a 31 se forem considerados os quatro que acabaram se transformando em vermelhos. Cerca de 10% dos cartões amarelos e 35% dos vermelhos distribuídos até o momento no Brasileirão foram para o tricolor paulista.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.